sábado, 31 de outubro de 2015

MARABÁ: MPPA vistoria hospital municipal e ajuíza 39 ações civis públicas

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio das promotoras de Justiça Josélia Leontina de Barros Lopes, Mayanna Silva de Souza Queiroz e Lilian Viana Freire impetraram no último dia 26, 22 Ações Civis Públicas (ACP) com pedido de tutela antecipada e 17 ações cautelares, em desfavor da prefeitura e da secretaria de saúde de Marabá, sudeste paraense, representadas pelo prefeito João Salame Neto e pelo secretario Nagib Mutran Neto, respectivamente.

As ACP's visam garantir a realização de procedimentos cirúrgicos ortopédicos e gerais em pacientes no Hospital Municipal de Marabá (HMM).

Entenda o caso

As titulares da 6ª,8ª e 13ª Promotorias de Justiça de Marabá, acompanhadas pela equipe técnica do órgão ministerial realizaram, no dia 25 de outubro, uma intensa vistoria no HMM, conversaram com cada paciente e acompanhantes que se encontravam na unidade hospitalar.

“Constatou-se a situação de negligência vivenciada pelos pacientes. Um deles, do sexo masculino, necessita ser submetido a procedimento cirúrgico urgente, porque possui fratura exposta em um dos seus membros, ele encontra-se internado desde o dia 18 de outubro, no Hospital Municipal de Marabá, sem atendimento médico, em uma maca, e até o presente momento não recebeu o tratamento condigno ao seu estado de saúde, conforme o que determina a Constituição Federal”, explicam as promotoras.

De acordo com o relatório de vistoria do hospital, foi constatado que 39 pacientes foram internados no Hospital Municipal de Marabá, com solicitação de cirurgia urgente, no entanto, não foram atendidos até o presente momento.

“A extrema gravidade do estado de saúde desses pacientes e a urgência que a situação requer, estão demonstradas pelos documentos anexados nas ações, exige uma solução rápida e efetiva, sob risco de perda de membro, ou amputação em alguns casos, não podendo aguardar a resolução de entraves burocráticos em detrimento da saúde desses cidadãos”, reforçam as promotoras.

“As petições que são fruto da atuação em conjunto na vistoria do HMM no domingo para levantamento dos pacientes, beneficiaram 39 vidas, diretamente” finalizam a promotoras.

Texto: Karina Lopes
Revisão: Edyr Falcão

Leia no 

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Hoje é dia: KRIÔ




Toda sexta, a KRIÔ as portas pra um animado "happy hour" com palco iluminado, todo montado com violão e percussão pra você cantar à vontade.

Início às 18:30, ENTRADA FRANCA, fica na Travessa São Paulo, nº 54, Bairro Primavera.

Parauapebas: membros do conselho de habitação querem inspecionar o Residencial Alto Bonito

Membros do Conselho Municipal da Habitação também desconfiam de falhas estruturais no Residencial Alto Bonito




Após denúncias de servidores da secretaria de obras (que manterão anonimato com receio de perseguições), publicadas no Sol do Carajás, o CONSELHO MUNICIPAL HABITAÇÃO que inspecionar obras e processo de desapropriação do Residencial Alto Bonito.

Conselheiros estariam sendo pressionados pelo governo municipal para desistirem de realizar ampla investigação no Residencial Alto Bonito.

Obras em cima do morro geram suspeitas e insegurança

Prédios iguais aos construídos pelo governo VALMIR DA INTEGRAL tiveram que ser demolidos, em Parauapebas as denúncias que surgem sobre o residencial ALTO BONITO provocam preocupações na população, ainda mais considerando que no município os prédios estão sendo construídos em cima de um morro.

Desapropriação milionária

O morro foi desapropriado pelo prefeito VALMIR DA INTEGRAL e pertencia a amigos do prefeito, o valor pode alcançar os R$ 50 MILHÕES, apenas por um pedaço do morro.

ASCOM nas mão de estagiário

Eles nada explicam. 

A nota da Ascom do Valmir da Integral mais parece que é uma nota da empresa responsável pelas obras, eles fazem confusão entre o seu papel institucional e os interesses privados.

A Ascom, num rompante de besteirol, próprio de quem pouco sabe e experiência não tem quase nenhuma, um desconhecido SÉRGIO RAMOS, que mais parece um estagiário, informa como se uma grande novidade que o titular do blog SOL DO CARAJÁS mora em Brasília, pela primeira vez a ASCOM publicou uma nota parcialmente verdadeira.

E o estrangeiro SÉRGIO RAMOS, o malino da ASCOM, alguém sabe da onde é? 

Sérgio Ramos não é do ramo

Ninguém sabe onde o prefeito arranjou a figura, quem é do ramo já percebeu que o rapaz em matéria de comunicação e marketing não passa de um bom estagiário.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Parauapebas: com GESTÃO PARTICIPATIVA, secretário ganha apoio do Conselho Municipal de Saúde

João Ribeiro com o prefeito de Parauapebas,
ao lado do ex-ministro da saúde
Foto: www.pebinhadeacucar.com.br

O secretário municipal de saúde JOÃO RIBEIRO ao implementar uma gestão participativa, ouvindo o Conselho Municipal de Saúde, o novo gestor tem sido muito elogiado pelos servidores e pelo membros do conselho, os resultados começam a ser percebidos pela população da cidade.

Hoje mesmo, finalmente, depois de décadas, o município mais rico do Pará, sua rede pública inaugurará um equipamento de mamografia.

Veja, que o Conselho Municipal, que não tem dado folga aos "malfeitos" do atual governo municipal, mas reconhece boas mudanças e boas atitudes, emitindo a seguinte nota, com os esclarecimentos:


Parauapebas: "Prefeito Paga Eu"




Apesar de tentar o institucionalizar o CALOTE, utilizando órgãos do governo e até a PM para evitar que os empresários realizassem sua pacífica manifestação, um direito CONSTITUCIONAL que em Parauapebas está sendo violado abusivamente pelo governo VALMIR DA INTEGRAL, apesar de tudo, vários manifestantes conseguiram estender suas faixas próximos à prefeitura.

Dr. HÉLIO RUBENS

O promotor de justiça de Parauapebas  receberá toda a documentação e provas das contratações realizadas pelo governo local, aliás, o chefe de gabinete, WANTERLOR BANDEIRA, em postura ao mesmo tempo de escárnio e de cinismo.

Escárnio

O escárnio ficou patente no sorriso debochado seguido pela declaração que nada disse lhe preocupa, pois o judiciário local em Parauapebas levará ao menos uns 10 anos pra julgar qualquer ação contra o prefeito e sua gestão.

Cinismo

Porém, o que mais indignou os presentes no ato com o chefe de gabinete foi o cinismo do rapaz, ele disse, segundo fontes, textualmente: "tem consciência que os serviços foram contratados, mas que não podia reconhecer porque foi ilegalmente e que isso pode compromete o prefeito e sua filha".

Não é só ele

O chefe de gabinete do prefeito não está sozinho, tem razão em reconhecer as ilegalidades, toda Parauapebas sabe que os serviços foram prestados. Toda Parauapebas também tem consciência das ilegalidades.


Parabéns, chefe de gabinete, ao menos você reconhece.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

LIDEMIR tem decisão favorável e deve assumir mandato de vereador

O suplente LIDEMIR assumirá o mandato de vereador, decidiu o Tribunal Eleitoral do Pará, com isso a Irmã Teca perde a vaga deixada pela Irmã Luzinete na Câmara de Parauapebas.

Resultado de imagem para lidemir parauapebas
Lidemir consegue decisão no TRE-PA



O Mandado de Segurança Nº 9694 foi julgado dia 27/10 último, foi impetrado pelo suplente LIDEMIR, com a decisão em mãos ele deverá assumir a vaga deixada pela Irmã Luzinete.

O TRE tornou sem efeito a decisão proferia pelo juiz em Parauapebas, que cassava o DIPLOMA e impedia a posse do LIDEMIR.

Conselho Municipal de Saúde - ESCLARECE


Desapropriação suspeita em Eldorado dos Carajás tem envolvimento de prefeito e vereadores

As irregularidade são gravíssimas e podem causar um novo afastamento do prefeito Divino do Posto


Divino do Posto: doou terreno e depois comprou,
com voto da maioria dos vereadores

O prefeito de Eldorado dos Carajás já foi afastado do cargo uma vez, em decisão louvável da digna Magistrada PRISCILA MAMEDE MOUSINHO, devido a prática de improbidade administrativa.

Desapropriação virou negócio de amigo

Agora, o Sol do Carajás recebe uma denúncia muito bem documentada, escandalosamente empreendida pelo prefeito e a maioria dos vereadores do município, trata-se da compra, por duas vezes, de um terreno que pertencia ao INCRA (UNIÃO) e foi doado ao município de Eldorado dos Carajás.

Veja Título do Imóvel, doado pelo governo federal para o município de Eldorado dos Carajás




No dia 04 de outubro de 2013 o prefeito doou o terreno para o amigo, veja o título definitivo emitido pelo Divino do posto




Depois, o beneficiado pela doação levou o título do imóvel para registro em Cartório, em 31/10/2013. O bem foi avaliado em R$ 80.892,00.

Doou e depois comprou

Pois bem, o prefeito doou o terreno em 04 de outubro, no mês seguinte, no dia 28 de novembro enviou o Projeto de Lei n° 019/2013, convertido na Lei n° 343/2013, pedindo autorização da Câmara para comprar o terreno de volta, os vereadores aprovaram que o prefeito pagasse a soma de R$ 100 MIL pelo imóvel, mesmo tendo sido avaliado por R$ 80.892,00. 

Mais uma lei aprovada na Câmara, para comprar o mesmo terreno

Pior, em marco de 2014, o prefeito enviou um novo Projeto de Lei sob n° 09/2014, convertido na Lei n° 355/2014, pedindo nova autorização para adquirir o mesmo terreno.

Pagamentos

O Portal da Transparência do município de Eldorado dos Carajás consegue ser pior que o de Parauapebas.

No Portal, a prova de tudo, o empenho de R$ 100 MIL, o valor autorizado pela Câmara, mas por enquanto existe apenas um registro de pagamento pelo imóvel, no valor de R$ 50 MIL, veja abaixo:





Resumindo

A área foi recebida do governo federal, o prefeito Divino do Posto a doou para um amigo, depois comprou do amigo.

Tal ato merece a reprovação e está em pleno desacordo com a lei e com a moralidade administrativa.

Apoio na Câmara de Eldorado

O prefeito não agiu sozinho, teve o apoio de vários vereadores da cidade de Eldorado.

Considerando que o prefeito já foi afastado do cargo uma vez, parece que ele não aprendeu a lição e dessa vez, além de querer ser afastado de novo, pretende levar boa parte da Câmara de Vereadores junto.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Parauapebas: Polêmica continua, prédios do MINHA CASA MINHA VIDA podem ter problemas graves


Prédios podem ter problemas estruturais. 

Prefeito pagou cerca de R$ 50 MILHÕES pelo pedaço de morro.

Servidores da secretaria de obras pedem inspeção em prédios do Alto Bonito, prefeitura de Parauapebas ainda não se manifestou oficialmente e nada esclareceu.



Tudo errado, desde o início

As obras do residencial estão enlameadas em polêmicas, começando com a milionária desapropriação do terreno onde estão localizados os prédios, um morro, sem qualquer valor comercial, ambientalmente inadequado para a construção de residências.

Explicações é o que a população deseja e merece

Os boatos de rachaduras no ALTO BONITO partem de servidores da própria SEMOB, a secretaria responsável pelas obras, circulando pela cidade de Parauapebas, apontando que os prédios do residencial estariam com sérios problemas de infraestrutura e segurança.

Esse tipo de prédio, como constata a foto abaixo, vem apresentando problemas em outras cidades do Brasil, alguns deles tiveram que ser demolidos.



A foto acima, foi publicada AQUI erroneamente,  
não é do Residencial Alto Bonito em Parauapebas, mas é de
prédio igual e também do programa MINHA CASA MINHA VIDA.
A suspeita é que em Parauapebas os problemas sejam graves, mas 
o governo VALMIR DA INTEGRAL não esclarece nada

Em Parauapebas há um agravante que preocupa a população, os prédios foram construídos numa área imprópria, em cima de um morro, que pertencia a amigos do prefeito de Parauapebas e foi desapropriada por valores que podem alcançar os R$ 50 MILHÕES.

Localização e paralisações podem ser a causa dos problemas

Os problemas seriam decorrentes do próprio solo inapropriado para receber os prédios (um morro) e de várias interrupções não programadas dos trabalhos, por falta de pagamento dos funcionários.

Um gabinete degringolado


O novo chefe de gabinete, WANTERLOR BANDEIRA, já chegou com idéias velhas e com métodos velhos, talvez buscando sintonia com um governo envelhecido e degringolado. 

Na falta de um de verdade, o rapaz pensa que é o prefeito, vai degringolar que nem os outros, é só começar a contar os dias.

Desocupado 

O chefe de gabinete mais parece um desocupado, feito um energúmeno ataca o Sol do Carajás numa rede social da "imprensa adocicada e tutuzeira de Parauapebas".

O moço perde seu tempo, ao invés de se preocupar em prestar esclarecimentos do que realmente está ocorrendo no residencial Alto Bonito, que é o que interessa ao povo de Parauapebas.

Fatos graves preocupam Parauapebas

O Sol do Carajás teria enorme satisfação em publicar esclarecimentos para a população sobre o que está ocorrendo no residencial ALTO BONITO, pelo jeito, estão escondendo algo muito grave, é a suspeita. 


Isso que é "barra pesada"!

PM de Jatene impede acesso à prefeitura de Parauapebas

A polícia militar do Pará, acionada pelo prefeito de Parauapebas, impede o acesso de manifestantes à prefeitura, numa atitude antidemocrática sob a desculpa de supostamente manter a ordem.


O movimento "PREFEITO PAGA EU" exige que o Sr. Valmir da Integral e sua filha, Flavia da Integral, paguem as dívidas contraídas pelo governo local.


Pior, o governo de Parauapebas tem escancarado contra si, pelo movimento "PREFEITO PAGA EU",  não apenas sua natureza CALOTEIRA, mas e principalmente sua natureza de que é uma organização CRIMINOSA.


Integrantes do movimento "PREFEITO PAGA EU" irão se dirigir ao Fórum da cidade e pra sede do Ministério Público.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Movimento "Prefeito Paga Eu"

Dia 27/10/2015, hoje, a partir das 07:00, em frente à prefeitura de Parauapebas




Alguém tem que avisar que ele é o 4° e a lista pode ter 5, 6...

Parauapebas nunca viu tanta bagunça

O 4° da lista, mas pensa que é inédito

O rapaz WANTERLOR BANDEIRA pensa que é inédito, esqueceu que é apenas o 4° ocupante do cargo de chefe de gabinete, isso mostra o quanto a cadeira é quente e o quanto é bagunçado o atual governo municipal de Parauapebas.

O rapaz pensa que é o prefeito de fato, tem um pouco de razão, a cidade faz tempo que não tem um

Wanterlor orquestrou um golpe juntamente com um blogueiro da cidade, montaram um grande "esquemão" na Câmara de Vereadores, um "golpe tupiniquim" que só tem um objetivo, aumentar o rombo no erário municipal.

Eles acham que já deu tudo certo, outros acham que é só contar os dias.

Com o "golpe", Valmir da Integral virou uma espécie de "zumbi" no cargo de prefeito, a cidade vive dias de parlamentarismo da  pior espécie, o prefeito com o punhal na garganta entregou tudo para salvar o mandato, ganhar uma sobrevida, seguindo o conselho do  filho o velhote deu o anel e a acha que salvou o dedo.

Uso do DMTT para a institucionalização do CALOTE

DMTT: ao invés de organizar o caótico trânsito da cidade, o órgão está sendo empregado para institucionalizar o CALOTE

A institucionalização do CALOTE

Quando Parauapebas parece que já viu de tudo que esse governo VALMIR DA INTEGRAL seria capaz de fazer, sempre surge mais uma lambança, dessa vez o que anda causando indignação é a utilização do  DMTT para a institucionalização do CALOTE na política local, LEIA AQUI.

Depois do protesto do empresário 

Era só o que faltava, tanto serviço para os agentes do DMTT e o órgão sendo utilizado para proteger CALOTEIRO, tudo devido ao protesto inteligente que repercutiu em toda Parauapebas e que o blog do Luiz Vieira conta tudo direitinho,  LEIA AQUI.

A agenda

Toda a Parauapebas sabe como opera esse governo CALOTEIRO, esse caso não é o único, é a prova cabal que outros contratos são utilizados como "guarda chuva" para cobrir despesas na "boca do caixa", a suspeita é que não é apenas esse tipo de serviço que o governo "opera na boca do caixa", algo mais grave, muito mais grave ocorre em Parauapebas, indo além da PMP e da CMP.

Parauapebas já não aguenta

Impossível que promotores de justiça e juízes/juízas desconheçam o que ocorre em Parauapebas, INACREDITÁVEL.

Inaceitável que membros desse governo ainda sejam protegidos sob algumas togas!

Dr. NELSON MEDRADO, cadê a agenda?

domingo, 25 de outubro de 2015

Zacarias, o vereador ostentação pode ser afastado da liderança do governo de Parauapebas

Depois do banquete da ostentação e da decoração milionária, vereador não é "benquisto" pelos colegas


Ostentação pode está com os dias contados

Pasmem, o vereador ostentação é líder do governo municipal na Câmara, por aí já se tem uma idéia de como as coisas da política em Parauapebas são desarrazoadas. Antes dele, a liderança era ocupada pelo vereador ODILON ROCHA, este foi preso na operação FILISTEU, está em liberdade e já aceitou JESUS, graças a DEUS.

Rejeitado

O suplente ZACARIAS, conhecido como o vereador ostentação, não é bem aceito pelos seus pares, já não era quando a base do governo dos "filisteus" era composta apenas por 4 vereadores, agora ampliada para 11, a coisa ficou feia para o vereador ostentação, sua rejeição  aumentou.

Afastado da liderança e filho exonerado do cargo

O vereador ostentação recebeu um ultimato para se afastar da liderança do governo municipal, teme que logo seu filho também perca o cargo na SEMURB.

Valmir da Integral gosta do vereador ostentação e do filhote,
mas sofreu um "golpe tupiniquim" na Câmara de Parauapebas

A decisão pelo afastamento do Zacarias não foi do prefeito VALMIR DA INTEGRAL, esse prefere gente tipo ODILON ou mesmo uma figura inexpressiva que nem o ZACARIAS, mas o prefeito de Parauapebas virou uma espécie de "rainha da Inglaterra", não manda mais em nada, nem no seu gabinete, cuja chefia foi escolhida pela Câmara Municipal.

Rebola e tenta se segurar

O vereador Zacarias ainda rebola a pança, tenta se segurar no cargo, finge que não se importa e que teria aceitado a perda da liderança, mas não é bem assim, sabe que isso pode ser apenas o primeiro tropeço de uma queda muito grande, já se fala que seu filho também será exonerado da SEMURB.

Desespero

O rapaz já acusou o golpe, no  desespero ele culpa e dispara impropérios contra o blog Sol do Carajás, igualzinho o ODILON e o MAJO DA MACTRA.

O resultado, Parauapebas já viu. 

sábado, 24 de outubro de 2015

AS TENTAÇÕES NOSSAS DE CADA DIA

Autor: Nilton César Gomes Batista, 
Procurador Legislativo da Câmara
Municipal de Parauapebas
AS TENTAÇÕES NOSSAS DE CADA DIA 

Marcelo de Barros¹ pondera com muita propriedade em seu livro Conversando com Mateus² que “só não é tentado quem não precisa fazer opções”. 

Jesus, após trinta anos de anonimato, tempo em que provavelmente tenha passado conhecendo a vida e a realidade do povo da Galileia, pois revela isso muito bem em suas parábolas quando fala da economia, da agricultura e da vida cotidiana do povo, se sente chamado a intervir na história da humanidade. 

Esse é o momento fatal e decisivo de deserto para Jesus: decidir lutar pela implantação de uma sociedade diferente da vigente em seu tempo, que privilegiasse a unidade, a fraternidade e uma distribuição equânime da renda, enfim, o Reino dos Céus. 

No processo de discernimento, Jesus enfrenta uma luta cruel e implacável com os seus próprios diabos, com seus próprios demônios, com seus próprios desejos tentadores. 

E o primeiro desejo ou tentação (Mt. 4,3-4)³ é o de querer sozinho, transformando as pedras em pão, satisfazer todo o problema da fome que consumia e assolava o povo pobre. O desejo, claro, é censurado em função de que no novo modelo de organizar a sociedade não há lugar para magicalismo, para o individualismo, para o paternalismo e para o messianismo. Esse era um problema a ser enfrentado e solucionado por todos, mediante uma consciência nova onde o repartir fosse o elemento catalizador desse processo. Para Jesus, bastava de soluções mágicas que causam dependência e a estagnação do povo. Era preciso que todos fossem agentes dessa transformação, conforme a parábola da multiplicação dos pães (Mt. 14, 13-21). 

O segundo desejo ou tentação (Mt. 4, 6-7) é o de, conhecendo por dentro todo o sistema religioso, usar a religião em proveito próprio, transformando-se no super-homem messiânico e milagreiro, causando sempre a dependência do líder no povo. O desejo é rejeitado porque, além desse desejo chocar-se com a sensibilidade de que ele (Jesus) tinha da realidade do povo, a dinâmica do Reino é um processo pedagógico de aprendizagem que envolve e compromete as pessoas coletivamente. 

O terceiro desejo ou tentação (Mt. 4, 8-11) é o de trair à missão de anunciador de uma nova ordem que lhe foi incumbida pelo Pai no seu batismo (Mc. 1, 9-11), pelo poder e status que a propriedade privada de bens conferia às pessoas. Embora o desejo de ser um latifundiário, um empresário bem sucedido ou de ser um político populista o consumisse, este foi afastado porque para participar da nova ordem (do Reino de Deus) era preciso não estar preso e nem ser escravo de nenhuma estrutura social, para assim, livre de amarras, poder tomar quaisquer tipos de decisões. Daí “ser mais fácil passar um camelo pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus” (Mc. 10,25). 

Na recente história politica do nosso país e em meio as diversas agremiações partidárias, o PT teria que ser imune a quaisquer tipos de tentações, dada a sua histórica e aguerrida oposição e luta em prol da reta aplicação dos recursos públicos, sobretudo em políticas sociais. 

Infelizmente estamos todos vendo que não foi ou não é bem assim. 

Igualmente não se permite que o seguimento evangélico ou que o cristão evangélico se renda a quaisquer tipos de tentações. E essa proibição não advém de nenhuma lei aprovada pelo Legislativo, mas do próprio ensinamento e prática cristã originado da figura de Cristo Jesus. 

Desconfio que a seara do Parlamento não seja um campo profícuo para cristãos evangélicos fazer germinar, como na parábola do bom semeador, sementes a cem, sessenta e trinta por um (Mt. 13). 

A figura do homem público e evangélico espelha ou deveria espelhar as ações e decisões do próprio Cristo, cuja indagação primeira seria: no meu lugar o que faria Jesus?

Parauapebas: Residencial ALTO BONITO, depois da chuva de ontem, prédios estão caindo

Governo VALMIR DA INTEGRAL, prédios do residencial ALTO BONITO estão desabando


Residencial ALTO BONITO, prédios construídos pelo prefeito
VALMIR DA INTEGRAL estão caindo, devido as chuvas de ontem
Obs: A foto acima circula em redes sociais como se fosse os prédios do Alto Bonito, não são.
Os prédios são iguais, informações dão conta que em Parauapebas também teriam rachaduras graves.




Os recursos para a construção foi deixado pelo governo anterior. O projeto estava encaminhado junto ao governo federal, através do programa MINHA CASA, MINHA VIDA. Tinha tudo para dar certo, eis que entra em cena VALMIR DA INTEGRAL e suas despropriações.

Sem precedentes

Residencial ALTO BONITO - mais uma irresponsabilidade
do governo de Parauapebas 
Numa irresponsabilidade sem precedentes, o prefeito de Parauapebas resolveu desapropriar uma área de "amigos colaboradores", área sem valor comercial, ambientalmente inapropriada, pagando uma fortuna pelo pedaço de morro, valores podem ter ultrapassados os R$ 50 MILHÕES, apenas com a indenização paga pela desapropriação.

Resultado da IRRESPONSABILIDADE, pra dizer o mínimo, com apenas uma chuva, os prédios estão caindo.
_______________________
Nota: prefeitura nega que imagens sejam do residencial ALTO BONITO, como acreditar no governo que mente tanto. Populares beneficiados estão preocupados e querem que Ministério Público investigue os fatos. Inclusive a desapropriação do terreno. 

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Objetivo: o calote e a destruição

As imagens que marcaram a semana em Parauapebas estão intimamente ligadas com a natureza


Mas estamos falando de duas naturezas, uma física e a outra espiritual.

Natureza caloteira

Para a  natureza espiritual, cuja cura é difícil, talvez impossível, a imagem marcante é a do protesto de um empresário contra o inadimplemento, ou seja, contra o CALOTE. 

O Calote é uma indelével marca do governo VALMIR DA INTEGRAL, juntamente com a mentira ganham ares de política oficial, via notas à imprensa emitidas pela Assessoria de Comunicação (ASCOM).

Natureza verde

A outra imagem é de causar ainda mais indignação. Trata-se da destruição de árvores nas ruas, praças, calçadas e avenidas de Parauapebas.

A insensatez contra a natureza verde ganha contornos de estupidez.

A cidadania impotentemente assiste uma máquina ser utilizada como se fosse uma vassoura, no mesmo instante que arranca as poucas árvores que ainda restam nas praças e calçadas de Parauapebas.

Veja as imagens da insensatez do governo VALMIR DA INTEGRAL



Para a estupidez, poesia

A Árvore da Serra

— As árvores, meu filho, não têm alma!
E esta árvore me serve de empecilho...
É preciso cortá-la, pois, meu filho,
Para que eu tenha uma velhice calma!

— Meu pai, por que sua ira não se acalma?!
Não vê que em tudo existe o mesmo brilho?!
Deus pôs almas nos cedros... no junquilho...
Esta árvore, meu pai, possui minh’alma
! ...

— Disse — e ajoelhou-se, numa rogativa:
"Não mate a árvore, pai, para que eu viva!"
E quando a árvore, olhando a pátria serra,

Caiu aos golpes do machado bronco,
O moço triste se abraçou com o tronco
E nunca mais se levantou da terra!



Augusto dos Anjos

Augusto dos Anjos, poeta paraibano, talvez o mais lido do Brasil nessa atual quadra histórica, sofrendo das dores do amor impossível, presenteou-nos com a "ÁRVORE DA SERRA". 

A poesia ganhou o mundo, vida própria, vinculada à temas ecológicos não por vontade do seu autor.

Para o poeta, dizem, a "Árvore da Serra" é o seu filho, ainda no ventre de uma jovem de família pobre, filha de um vaqueiro da família. Um amor proibido pelos seus pais, a jovem teria sido assassinada a mando da sua mãe (que horror), antes de dar à luz.  

Deus pôs alma nas árvores nobres (cedro)  e no junquilho.

Para as aberrantes dores do calote 

Para as dores do calote, aconselhamos uma "aberração monitória" (Leia AQUI).

Hoje, na Casa de Cultura e Arte Kriô


Parauapebas: relatório afastando LUCIENE MOITINHO do Sintepp



Acima, a decisão do Conselho de Ética apresentada e aprovada no último Conselho Estadual de Representantes do SINTEPP, afastando a Sra. Luciene Moitinho e Francisca Ernilde da Coordenação do SINTEPP.

Até no sindicato dos professores

Que os novos membros limpe essa mácula que essa gente colocou na história recente do Sintepp em Parauapebas.

ASCOM mente sobre dívidas e procedimentos do governo VALMIR DA INTEGRAL - tem até "aberração monitória"

ASCOM mente sobre dívidas
e calotes do governo
Valmir da Integral
Tentativa de calote e mentira do governo municipal causa indignação em fornecedores 

Pela manhã, um empresário vitimado de CALOTE pelo governo VALMIR DA INTEGRAL fez um protesto em frente do palácio cinzento, tudo para tentar receber o dinheiro do seu trabalho, do seu esforço.

Era só o que faltava


Não foi em Parauapebas que a PF já veio duas vezes?

Não foi em Parauapebas que o GAECO já veio duas vezes, apreendeu até uma agenda misteriosa?

Dizem, além de políticos na agenda teria os nomes de outras autoridades, mas foi em Parauapebas, na bilionária Parauapebas. 

Pois bem, a ASCOM diz que não reconhece as dívidas, que o governo irá abrir sindicância pra saber o  que ocorreu, na maior cara de pau, a ASCOM afirma que o governo só contrata dentro da lei.

Uma "aberração monitória"

Dia 15 de outubro, aqui mesmo (LEIA), o SOL DO CARAJÁS publicou a história de mais uma contratação irregular, uma tentativa de CALOTE, contratação irregular já com seu acordo homologado judicialmente, pasmem, naquilo que de agora em diante se denominará de "aberração monitória".

"Aberração monitória"

"Aberração monitória" é quando a ação monitória é utilizada com a finalidade de ressarcir a parte contratada pela administração pública, mesmo sem que exista empenho dos recursos públicos, licitação e muito menos contrato escrito.

Uma "aberração monitória", entendeu? 

Nem eu, ainda estamos nos adaptando a essa nova natureza jurídica da ação monitória, melhor explicando e repetindo, ela ocorre quando uma despesa pública é realizada sem empenho, sem licitação e sem contrato, mesmo assim, via ação monitória, se afasta toda a ordem jurídica que regem as contratações públicas e "pimba" no erário e na lei, resultando num bom acordo, com o carimbo do poder judiciário. Ufa!

Não se preocupe, também continuo sem entender, mas aceite, na bilionária capital do minério isso pode ser apenas um erro de fato.

Que mentira, que lorota boa

Mais uma mentira do governo municipal que é desmascarada pelos fatos.

Uma mentira nunca vira lorota boa!

Ah, se fosse PACAJÁ!

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

A 1ª Audiência Pública da Saúde de Parauapebas - vereadora Eliene explica atuação



Com atuação marcante na câmara de vereadores de Parauapebas, a vereadora Eliene Soares tem pautado seu mandato em ações voltadas ao interesse da sociedade, principalmente no que se refere à fiscalização dos gastos dos públicos locais e dos recursos federais transferidos ao município. 

Fiscalização permanente

Desde o início do mandato a vereadora tem adotado uma postura firme e de oposição aos desmandos do executivo, denunciando aos órgãos competentes as suspeitas de desvios de verbas nas secretarias e autarquias municipais. 

Entre as várias ações teve a convocação do secretário Célio Costa para explicar as suspeitas de desvios na SEPLAN, as denúncias de superfaturamento na aquisição de áreas urbanas para construção de moradias populares e a compra de 10 milhões em contraceptivos.

Prestigiando os movimentos sociais

Em outra frente, mantém estreita relação com os movimentos sociais de base, realizando plenárias nos bairros, ouvindo a população e propondo soluções aos problemas com formulação de politicas publicas.

Como resultado deste trabalho, entre dispositivos elencados em reuniões com conselhos municipais e sindicatos, está a realização de Audiências Publicas com temas específicos, para deliberar junto com a população, encaminhamentos que possam mudar o cenário atual. 

A 1ª Audiência Pública de Saúde, mais de 550 pessoas

A primeira Audiência Publica da Saúde, com o tema “A saúde que temos e a saúde que queremos”, foi realizada dia 09 de outubro de 2015,  através do requerimento 38/2015, de autoria da vereadora Eliene, em parceria com o Conselho de Saúde e Câmara Municipal,  em virtude da visível distância entre quem usa o serviço público e quem tem a obrigação de ofertá-lo. 

A participação de mais de quinhentas pessoas entre populares, médicos, políticos e servidores da área de saúde demostra o interesse da sociedade em discutir o tema de maneira aberta e transparente. 

Outro ponto positivo da Audiência foi a participação de duzentas e cinquenta entidades de classe como sindicatos, associações de moradores, igrejas, associações de profissionais da saúde, estudantes, entre outras que participaram ativamente, apontando erros e contribuindo com encaminhamentos que visam a melhoria do sistema público de saúde em nosso município. 

Como encaminhamento principal, destacou-se o envio de relatório final, ata e manifestação social, através de vídeo, às instancias de controle nas diversas esferas da União, dentre estes câmara municipal de Parauapebas, prefeitura, Ministério publico e outros.

Parauapebas: mais uma vítima do CALOTE

Governo VALMIR DA INTEGRAL - CALOTE, MAIS UMA VÍTIMA




Agora, pela manhã, quem compareceu a prefeitura de Parauapebas assistiu o protesto de mais uma vítima de CALOTE do governo VALMIR DA INTEGRAL.

Parauapebas: Zacarias, o vereador ostentação, e seu filhote querem gastar mais de R$ 1.5 MILHÃO com decoração natalina

Primeiro foi o banquete ostentação, agora a cidade terá o natal ostentação.

R$ 1.5 MILHÃO para o pai e o filhote da ostentação, enquanto isso, médicos são demitidos, falta comida e material de higiene na saúde e na assistência  social.



A ostentação do vereador ZACARIAS e do seu filhote envergonha os cidadãos de Parauapebas.

Dessa vez, a vítima da ostentação será o NATAL.

O banquete ostentação ainda segue impune

As cenas do banquete da ostentação, símbolo da indecência e da impunidade na bilionária capital do minério, agora tem mais um capítulo, os atores são os mesmos, pai e filho, suplente de coisa nenhuma e seu filhote que ocupa a secretaria de serviços urbanos de Parauapebas, ambos, debochando de toda uma cidade e principalmente do Ministério Público e de membros do judiciário, planejam gastar R$ 1.5 MILHÃO com a iluminação natalina.

Os recursos já foram empenhados, desde 16 de outubro, noticia o Portal Canaã, leia clicando AQUI.

Nepotismo, compra de apoio e burla à lei

O governo VALMIR DA INTEGRAL arranjou um jeito de comprar apoio na Câmara de Parauapebas, nomeia parentes de vereadores para as secretarias, o filhote do vereador ostentação é um desses parentes, ocupa a Semurb.

O vereador ostentação é o secretário de fato,  o filhote apenas ocupa o cargo.

Pai e filhote da ostentação, ambos, pretendem gastar cerca de 240% a mais do que foi empregado no ano anterior para a decoração natalina, isso, diante da falta de material de higiene na unidades de saúde, de corte de energia de vários prédios públicos, da demissão de médicos e engenheiros.

Que vergonha.

Mas lá em Pacajá a coisa é diferente.

Em Pacajá/PA

Em Pacajá, a ostentação foi cortada pela raiz, prefeito e secretários foram afastados dos cargos, leia AQUI no site do Ministério Público. Lá, os indecentes políticos queriam financiar uma festa ostentação, o Ministério Público agiu e a Justiça barrou a imoralidade pública.

Em Parauapebas, o NATAL ostentação é fruto da impunidade do banquete ostentação. Até quando, senhores membros do judiciário e do ministério público (com letra minúscula), até quando?

Todo penso é torto, mas tem coisa mais torta e indecente em Parauapebas

Você deve pensar em voz alta,  Pacajá não deve ser no Pará e se for deve ser uma cidade muito pobre, pior, caro leitor, você acertou. Mas convenhamos, a pobreza não justifica a atitude do prefeito e seus secretários,  o MPPA e o Juiz local agiram corretamente, em respeito à Lei e à Constituição.


Impunidade: o vereador ostentação agradece
 ao judiciário e ao Ministério Público do Pará
 e deseja um Feliz Natal
Na bilionária Parauapebas, aqui tem coisa mais torta e mais indecente, não acham? "Pois zé", você saberia explicar o motivo de em Pacajá MPPA e o Juiz atuarem prontamente, mas em Parauapebas, não!?

Cá em Parauapebas

Em Parauapebas, a Constituição e à Lei de Improbidade é vilipendiada, tanto para proteger a indecência como para tentar silenciar quem lhe denuncia. Melhor que bala, convenhamos.

A coisa é bem mais grave

O GAECO, em Parauapebas, já deveria ampliar sua atuação, para além da CMP e da PMP, não acham?