sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Distâncias

Por Marina Silva

MARINA SILVA
O Brasil fica longe de Davos. Mais que nos mapas, a distância pode ser medida no discurso da presidente Dilma Rousseff no Fórum Econômico Mundial que aconteceu na semana passada na bela e fria estação suíça. Todos concordamos com suas palavras: a educação tem importância estratégica para reduzir a desigualdade social e, ao mesmo tempo, alicerçar uma economia do conhecimento com tecnologia e inovação. Por isso, a educação está entre as prioridades, junto com a infraestrutura, o planejamento urbano, a estabilidade econômica e outras grandes questões definidoras do desenvolvimento do Brasil.

Cinco dias depois, a Unesco divulgou relatório que coloca o Brasil –entre 150 países pesquisados– em 8º lugar no número de analfabetos adultos. Eram 13,2 milhões de analfabetos com 15 anos ou mais em 2012, segundo o IBGE. É quase impossível reduzir a taxa de analfabetismo entre adultos, de 8,7% naquele ano, para os 6,7% fixados nas metas da ONU para o ano que vem.

Ontem, lemos nos jornais: os investimentos do Ministério da Educação caíram 13% de janeiro a novembro de 2013 em relação ao mesmo período do ano anterior. O noticiário nos avisa também que a equipe econômica estuda reduzir ainda mais o orçamento da pasta para que o governo recupere a credibilidade perdida desde que foram revelados seus artifícios contábeis para fechar as contas no fim do ano.

Os especialistas indicam o contrário, a necessidade urgente de o Brasil aumentar os investimentos que hoje são de R$ 5 mil para cada aluno da educação básica. Em países ricos, esse valor é três vezes maior. Que não chegássemos a tanto, mas diminuir as verbas da educação é ir em direção oposta.

Para completar, no mesmo dia do discurso em Davos, o governo anunciou o cancelamento da Conferência Nacional de Educação (Conae), que aconteceria em fevereiro, a tempo de pressionar o Congresso na tramitação do Plano Nacional de Educação (PNE), que voltou para a Câmara dos Deputados depois de modificado, para pior, pelo Senado. Sob protesto dos movimentos de defesa da educação, a Conae ficou para novembro, depois da Copa e das eleições, e o PNE, que deveria ter sido aprovado há três anos, vai atrasar mais um.

É impossível tornar consequente o discurso da presidente enquanto perdurar uma ideia fisiológica e patrimonialista de governabilidade, segundo a qual um ministério pode ser fatiado e distribuído entre partidos aliados. Uma reforma ministerial, mesmo diante de prioridades inegavelmente estratégicas e eloquentemente discursadas, longe de significar novo planejamento de metas de longo prazo, reduz-se a uma redistribuição de cargos com o curto prazo eleitoral. Desse modo, a distância entre o Brasil e Davos só aumenta. 

Marina Silva, ex-senadora, foi ministra do Meio Ambiente no governo Lula e candidata ao Planalto em 2010.

EM PARAUAPEBAS VEREADORES VOTAM SUPLEMENTAÇÃO EM 13 MINUTOS, MAS É EM CARUARU QUE A POLÍCIA PRENDEU E QUE SE FALA DE PROPINA!

Vereadores de Caruaru não aprendem, 40 dias depois de detenção, voltam a ser presos - propina, de novo!


Em Parauapebas, nem oposição tem, apesar do prefeito ter eleito apenas 4 vereadores em 15 que formam a Câmara, inclusive 4 do PT e um do PDT, partidos que concorreram diretamente contra o VALMIR DA INTEGRAL. No parlamento municipal os vereadores eleitos pelo PT e o eleito pelo PDT, com uma ou outra exceção, esses são os mais "fiéis" ao atual prefeito, vá entender uma coisa dessa!

Em Parauapebas, votação de suplementação de R$ 600 milhões é realizada à unanimidade, apesar de 4 vereadores do PT, um deles, um tal de MIQUINHAS, um agricultor bem sucedido, que no tempo que o prefeito era do PT ele, o MIQUINHAS, esperneava pra cá e pra lá, mas agora no governo VALMIR ele é o primeiro da fila.

MIQUINHAS, para quem não acredita em reforma agrária que mude de idéia, pois o vereador é o exemplo de um agricultor bem sucedido,  além de ser o vereador mais fiel ao  governo VALMIR DA INTEGRAL, nem  com o governo do PT, do DARCI, o vereador foi  tão afinado!

Não observe o cartão de aniversário com a logo marca da Câmara, é apenas uma homenagem da ASCOM,  o dinheiro utilizado não é público. O Dr. promotor FRANKLIN JONES VIEIRA DA SILVA nem vai se incomodar com isso, o promotor tem coisa mais importante pra se preocupar, além, obviamente, de ter certeza que o dinheiro não é público, pelo jeito a ASCOM também não. Mas se fosse em Caruaru?

CARUARU E PARAUAPEBAS - TÃO LONGE, TÃO DISTANTE!

Propina tem mesmo é em CARUARU, apesar de em Parauapebas uma suplementação ter sido aprovada em sessão extraordinária, em fim de semana, em apenas 13 minutos, isso mesmo, em 13 minutos os vereadores de Parauapebas, numa manhã de sábado, votaram cerca de R$ 200 milhões para o governo VALMIR DA INTEGRAL e R$ 42 milhões para o advogado PAZINATO! Claro, imbuídos do mais elevado espírito público, diferente dos seus "hermanos" de Caruaru.

Mas como em CARUARU vereador cobra propina, a Polícia Civil, o Ministério Público e o Judiciário (com maiúsculas) cumpriram com seu dever, já aqui em Parauapebas, onde nem os vereadores do PT fazem oposição, pra que propina? Lógico que isso não existe por aqui! Portanto, a Polícia Civil do Pará, o Ministério Público e o Judiciário (com maiúsculas) podem se ocupar de outras coisas. Imagina, pra que se preocuparem com cidadãos de condutas tão ilibadas. 

Em parauapebas os vereadores são exemplos: é professor bem sucedido, agricultor bem sucedido, operário bem sucedido, servidor público bem sucedido e, claro, fazendeiro e empresários bem sucedidos.

A Câmara de Parauapebas é um SUCESSO! Viva!

Leia a matéria no Diário  de Pernambuco (AQUI)  e observe que temos muita sorte em Parauapebas, com vereadores que não tem nada a ver com os de Caruaru, são um SUCESSO!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

NO BRASIL NÃO, MAS EM TUCURUÍ E PARAUAPEBAS PODE!

Para justiça do Pará não é crime e nem mesmo falta grave prefeito contratar milhares de funcionários sem necessidade e sem concurso público apenas para atender aos seus interesses políticos.




O Ministério Público Estadual denunciou o prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira por Improbidade Administrativa devido à contratação pela Prefeitura de Tucuruí de milhares de funcionários sem concurso e sem necessidade do serviço público, no entanto na sentença Proferida pelo Excelentíssimo Juiz da Comarca no Processo nº 0005621-71.2013.814.0061, o Juiz não viu crime, falta grave ou dolo por parte do Prefeito Municipal pelas milhares de contratações desnecessárias e sem concurso, e nem considerou a cópia da Folha de Pagamento da Prefeitura e o TAC firmado entre a PMT e o MPE há quatro anos (e que não foi cumprido) como prova do ilícito, e extinguiu o processo.

Diante do fato, supomos que a única prova que poderia ser aceita pela justiça quanto ao dolo do Prefeito pelas contratações ilegais na PMT, seria uma confissão escrita de próprio punho e assinada pelo Prefeito e testemunhas, com reconhecimento em cartório. Como o prefeito Sancler ou nenhum outro prefeito paraense nestas circunstâncias vai confessar, esta decisão é um incentivo irresistível para o Prefeito de Tucuruí e demais prefeitos paraenses a continuarem com a farra de contratações sem concurso com a finalidade de angariar votos em troca de emprego na prefeitura. Liberou geral no Pará.


O Ministério Público Estadual do Pará recorreu da sentença, e assinou o recurso os Promotores de justiça Dr. Francisco Charles Pacheco Teixeira, Drª. Francisca Suênia Fernandes de Sá, Drª. Amanda Luciana Sales Lobato e Drª. Adriana Ferreira Passos.

Abaixo cópia da Folha de Pagamento da Prefeitura com os nomes de mais de 2500 contratados, e a cópia da lista enviada pelo prefeito a Justiça informando que a Prefeitura de Tucuruí só dispõe de 416 vagas para o concurso público, o que prova (menos para a Justiça do Pará) que as contratações foram sem a necessidade, e que estas contratações atenderam tão somente aos interesses pessoais e políticos do prefeito Sancler. 

É bom ressaltar que em Tucuruí não houve qualquer tipo de situação de emergência em mais de uma década, e que a Prefeitura está há quase oito anos sem fazer Concurso Público. Uma situação como esta não ajuda em nada no resgate de uma imagem positiva do Poder Judiciário Parense perante à opinião pública. 


Cópia das 416 vagas na Prefeitura informadas à justiça - Pag 1, pag 2, pag 3


________________________
Nota: em Parauapebas temos menos sorte, aqui o Ministério nem dá oportunidade ao Judiciário se manifestar. Parabéns ao Ministério Público do Pará em Tucuruí, esse é o MP que o Brasil aplaude, lamentamos pela "sentença".

Parauapebas: "esterilização" em massa!

GOVERNO DE PARAUAPEBAS PRETENDE "ESTERILIZAR" 16.500 MULHERES

Pronunciamento do Ministro da Saúde pode ter desvendado mais uma tentativa de "maracutaia" do governo Valmir da Integral

Marcello Casal Jr./ABr: Brasília - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, apresenta balanço da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe
Padilha: ministro candidato faz mais um
pronunciamento em rede nacional de TV
GOVERNO VALMIR TENTOU COMPRAR O QUE É DE GRAÇA 

Secretário de Parauapebas tentou comprar vacinas contra o HPV, mesmo sabendo que o Ministério da Saúde distribui essas vacinas para os municípios. O edital foi cancelado, devido os fatos estarem sendo acompanhados pela sociedade civil, conforme denúncias do Sol do Carajás, veja AQUI


MAIS COMPRAS SUSPEITAS (veja aqui)

No apagar da luzes de 2013, o governo Valmir da Integral comprou uma montanha de contraceptivos, a data do empenho dos recursos foi dia 18 de dezembro, mas dia 20 tudo já liquidado e resolvido, apesar da empresa ter sede em São Paulo.

Até que o preço foi em conta, mas a julgar pela rapidez e quantidade de contraceptivos adquiridos, teríamos que ter mais elementos para julgar que está tudo direitinho. Foram 15.000 contraceptivos, ou seja, essa quantia teria que ser auditada pela sociedade, todo o processo de aquisição teria que ser bem esclarecido, de preferência com fotos.

GOVERNO VALMIR DA INTEGRAL PRETENDE "ESTERILIZAÇÃO" DE 15 MIL MULHERES EM PARAUAPEBAS

Na compra mais que suspeita, se conclui que o governo VALMIR DA INTEGRAL quer "esterilizar" quase toda a população feminina de Parauapebas, em idade sexual, pois são 15 mil contraceptivos, com efeito que duram por 3 anos, mais 500 DIU, este com efeito permanente, totalizando 15.500 mulheres. 

Talvez, seja a maior compra de contraceptivos de implante subdérmico de etonogestrel realizada por um município, ainda mais se considerarmos apenas a população feminina compreendida entre 18 e 40 anos, grupo demográfico que concentra a população sexualmente ativa. Verdade que há um município no Amazonas que o prefeito "acha" que essa idade pode ser antecipada (veja aqui), não é o caso de Parauapebas, temos certeza disso.


UMA POLÍTICA DE DISTRIBUIÇÃO DE CONTRACEPTIVOS MAIS "EFICIENTE" QUE A DO NAZISTA JOSEF MENGELE 

O Sol do Carajás acha muito "enviagrada" essa compra de 15.500 contraceptivos, Parauapebas precisa de mais esclarecimentos da Secretaria de Saúde, pois  metade da população feminina estaria "esterilizada" em Parauapebas, considerando que foi apenas o primeiro ano de governo VALMIR DA INTEGRAL, caso ele pretenda repetir essa compra "enviagrada", no final do seu segundo ano de mandato toda a população feminina de Parauapebas estaria "esterilizada", nem o Dr. Josef Mengele, com seus experimentos de esterilização em Auschwitz, conseguiu tal feito.

É preciso que a sociedade civil cobre explicações do prefeito municipal, que as igreja, que o Ministério Público busque maiores informações sobre o assunto.


Veja a documentação e extrato publicado pela prefeitura:



Leia mais no link abaixo:

https://www.brasil.gov.br/saude/2014/01/ministro-da-saude-faz-pronunciamento-sobre-vacinacao-contra-hpv

http://soldocarajas.blogspot.com.br/2013/11/celio-costa-lobby-na-secretaria-de.html

Parauapebas: o dinheiro desaparece e o Valmor acontece!

Não ria, não é piada, é a campanha publicitária do governo municipal de Parauapebas, idealizada por um rapaz de Marabá, o VALMOR que o VALMIR contratou e "enviagrou", veja abaixo:

"O TRABALHO ACONTECE, O RESULTADO APARECE" 



COISAS DO VALMIR E DO VALMOR 
  
Parauapebas nunca viu tanto lixo, corrupção e pistolagem. Mas é verdade que a cidade também nunca viu uma ASCOM tão incompetente. 


VALMOR, agente duplo (e etc), várias 
utilidades no governo VALMIR
O trabalho não acontece, mas o dinheiro desaparece, coisas do VALMOR e do VALMIR.

A ASCOM parece viver no mundo da "lua", também pudera, o rapaz que chefia a comunicação é um "enjeitado" de Marabá, que nada conhece de Parauapebas. VALMOR deve pensar que uma cidade que elege o VALMIR aceita qualquer coisa, o muro seria baixo, aliás, muito baixo. Engana-se o VALMOR e o VALMIR. 

Pior, o chefe da ASCOM, como se não bastasse, ainda chefia a Secretaria de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia (mineração e etc...), nada disso funciona em Parauapebas, mas o dinheiro desaparece, coisas do VALMOR e do VALMIR e etc...


Faltou energia na sede do governo de Parauapebas, no palácio do Morro dos Ventos, mas o governo municipal é tão sem "moral" que a CELPA não está nem aí, deve pensar: um prefeito desse, um ASCOM desse, um secretário desse, melhor para essa cidade e seu povo que essa prefeitura fique parada mesmo. A Celpa tem razão, que fiquem sem energia, sem ar-condicionado, sem mordomias, assim a cidade economiza e etc...


NA SECRETARIA DE MINERAÇÃO (e ETC...) O TRABALHO NÃO ACONTECEU E O DINHEIRO DESAPARECEU 

Com certeza, você cidadão de Parauapebas nunca viu essa Secretaria de Mineração (e etc...), ela é que nem caviar, só se ouve falar. Assim mesmo, o cidadão de Parauapebas pagou e paga uma conta salgada.

VALMOR COSTA não fez nada na Secretaria de Mineração (e etc...), também pudera, ela não existe, o estranho é que mesmo assim o rapaz gastou R$ 467.466,09, em 2013, ou seja, VALMIR "enviagrou" o VALMOR, o rapaz virou um gastador. 

Verdade, um pouco mais de R$ 400 mil é uma ninharia para o governo VALMIR, mas sabe VALMOR que na sua querida Marabá isso é muito dinheiro. 

Sabe VALMOR que Parauapebas é um município rico, em Marabá ele nunca teria essa "oportunidade".

A oportunidade, sabe VALMOR e VALMIR, é que faz a "administração e o etc, etc, etc..."

VALMOR é agente duplo: ASCOM e Secretário de Mineração (e etc...), aqui o rapaz tem várias utilidades, nenhuma delas serviu para Marabá, mas em Parauapebas o rapaz foi "enviagrado", coisas do VALMIR.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

PARAUAPEBAS: "O TRABALHO ACONTECE, O RESULTADO APARECE"

Governo VALMIR DA INTEGRAL gastou fortuna com "câmeras de filmagem, fibras óticas", o trabalho acontece, o resultado aparece: violência, pistolagem, corrupção e lixo nas ruas!



APÓS 1 ANO DE GOVERNO, VALMIR DA INTEGRAL ENTREGA A CIDADE NAS MÃOS DA VIOLÊNCIA E DO LIXO

O Diário do Pará repercute a triste situação que a cidade se encontra após 1 ano de governo VALMIR DA INTEGRAL, realidade que o cidadão parauapebense nunca vivenciou nos seus 25 anos de emancipação.

Apesar de ter o maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, ultrapassando o de Belém, capital do Estado, a cidade não vê os benefícios, diz o Diário do Pará: "O grande problema é que os milionários recursos arrecadados pela prefeitura têm retornado muito pouco em serviços e melhorias para a população. E uma das áreas onde esse descompasso é mais evidente é a de segurança pública." 

ORÇAMENTO BILIONÁRIO: 1 ANO DE GOVERNO VALMIR, CIDADÃO TEM MEDO ATÉ DE SAIR DE CASA E QUEM OUSA DENUNCIAR VAI PRA LISTA DA "MORTE"

Ressalta a matéria, "com tanta violência até denunciar ficou complicado em Parauapebas. Mês passado um jornalista foi alvejado com três tiros na frente de casa. Por sorte foi socorrido e passa bem. A polícia investiga e trabalha como tentativa de execução". O jornalista que sofreu o atendado é autor de uma ação popular contra o prefeito de Parauapebas, Valmir da Integral.

Uma equipe de reportagem da RBATV Parauapebas que estava numa Pizzaria na quinta-feira da semana passada foi alvo de dois criminosos que chegaram de moto atirando no estabelecimento e um dos tiros atingiu o cinegrafista Francisco Souza que estava acompanhado do apresentador Kelves Raniery, que também é uma das vozes mais críticas ao atual prefeito de Parauapebas, Valmir da Integral. 

A cidade convive com o terror e foi anunciada uma lista de marcados para morrer, nela consta diversos nomes de políticos, conselheiros tutelares, policiais, membros do poder judiciário, membros da imprensa e até o Presidenta da OAB Parauapebas. 

“Sentimos na pele, no dia a dia essa insegurança. Muitos têm medo até de sair de casa", diz cidadão que por razões óbvias pede o anonimato para o Diário do Pará.

Como se vê: o trabalho acontece, o resultado aparece!

NO LIXO: QUEIROGA DIZ QUAIS SÃO OS "VALORES" DO GOVERNO VALMIR

DISPENSADO DA VALE, QUEIROGA, SECRETÁRIO DE OBRAS, REÚNE FORNECEDORES PARA FALAR DE "MISSÃO" E "VALORES". A CIDADE NUNCA VIU TANTO LIXO NAS RUAS! TANTA CORRUPÇÃO E TANTA PISTOLAGEM!

QUEIROGA, SECRETÁRIO REUNIU FORNECEDORES PARA
FALAR DE SUA "MISSÃO" E DOS "VALORES"
MISSÃO

Parauapebas foi entregue a pessoas que caíram em "desgraça profissional" na mineradora VALE, a lista dos "dispensados" da VALE é grande, Parauapebas não aguentará tanto lixo nas ruas da cidade e nos corredores da prefeitura.

A missão de um desses, um tal de QUEIROGA, ocupante da secretaria de obras, para quem VALMIR DA INTEGRAL resolveu dá emprego, parece que é impregnar Parauapebas de lixo e sujeira, desse modo justificaria a contratação sem licitação de uma empresa, já escolhida, para coletar o lixo que ele deixou tomar de conta da cidade.  

O contrato da Clean todos sabiam quando venceria, portanto, não justifica contratar qualquer empresa sem licitação, ainda mais se essa empresa for de "amigos" ou financiadores de campanha. 

O trabalho do rapaz, o tal do QUEIROGA, um "enjeitado da VALE, a cidade já está vendo, ou seja, apareceu, a cidade está entregue ao lixo e a sujeira, portanto, a missão do "amigo" do prefeito está sendo cumprida. 

VALORES "ENVIAGRADOS"

Os "valores" do QUEIROGA a empresa mineradora VALE deve conhecer bem, agora é a vez do erário de Parauapebas também conhecê-los e pagá-los.

A julgar por outros "valores" que o governo VALMIR DA INTEGRAL praticou no transporte escolar municipal, onde nos primeiros seis meses os custos foram "enviagrados" em mais de 160%, ou seja, mais que dobrou, os "valores" do lixo do VALMIR DA INTEGRAL deve ser bem mais caro que o lixo do governo anterior. Não esqueçam o "enviagrado" show do SKANK, cujo Ministério Público deveria verificar "tin tin por tin tin".

No final, para quebrar Parauapebas, com os "valores do  QUEIROGA", quantos caminhões de lixo o governo VALMIR DA INTEGRAL comprará? 100, 103? 

  
CIDADE ENTREGUE AO LIXO E CAMINHÕES ESCONDIDOS 

FOTO DE PROVÁVEIS CAMINHÕES "ESCONDIDOS" QUE O GOVERNO VALMIR E OS "VALORES" DO QUEIROGA PRETENDEM CONTRATAR PARA A COLETA DO LIXO E PARAUAPEBAS. AO INVÉS DE ESCONDER, DEVERIAM POR LOGO ESSES CAMINHÕES PARA COLETAR LOGO O LIXO.
DE QUEM SERÁ OS CAMINHÕES? SERÁ QUE É DE FINANCIADOR DE CAMPANHA DO PREFEITO!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

PSDB DE PARAUAPEBAS COM SITE EM DESENVOLVIMENTO




Tribunal publica rejeição de contas do ex-prefeito de Marabá


O TCM-PA publicou a Resolução n° 11.316, de 28/11/2013, referente a rejeição de contas de governo, do ex-prefeito de Marabá, Maurino Magalhães. Segundo o Tribunal, o prefeito não aplicou o mínimo de 60% dos recursos do Fundeb na remuneração do Magistério.

Maurino Magalhães: contas desaprovadas
Parece que em Marabá as rédeas dos governantes  são curtas, o dinheiro também, pelo jeito.

Já em Parauapebas, a farra é uma só, "o trabalho acontece e o resultado aparece": mas a cidade só vê corrupção e pistolagem.

Mas por falar em TCM-PA, o que diz o Conselheiro ALOÍSIO CHAVES, relator das contas de Parauapebas, o governo VALMIR DA INTEGRAL terá cumprido com as despesas mínimas para a saúde, mas que diz o TCM-PA, pior, quando dirá?

Prefeito tem vida fácil no TCM-PA
E os contratos do transporte escolar, estão aprovados pelo conselheiro ALOÍSIO CHAVES, e os contratos dos "shows" engenhados no gabinete do Prefeito de Parauapebas, também estão aprovados?

Como se vê, a grana de Parauapebas abre qualquer porta, com ou sem chaves!

"QUANDO FEVEREIRO ACABAR, CORRUPÇÃO AINDA MATA A GENTE" - VALMIR DA INTEGRAL SILENCIA

Entra em vigor amanhã a Lei Federal nº 12.846/2013, já conhecida como a LEI ANTICORRUPÇÃO, cujo objetivo é atingir as empresas envolvidas em práticas ilícitas


VALMIR DA INTEGRAL tem seu governo
atingido por várias denúncias
 

Até então, as instituições privadas suspeitas de participação em esquemas de desvio de dinheiro público escapavam praticamente ilesas. Elas demitiam os empregados denunciados por fraude em licitação ou suborno de um agente do Estado, emitiam uma declaração pública, na qual repudiavam as ações, e seguiam tocando os negócios. Agora, perderão 20% do faturamento bruto e correrão o risco de ter a atividade encerrada. A responsabilização vai de funcionários a donos de empresas, chegando até aos famosos laranjas, sem considerar se houve dolo ou culpa, ou seja, no jargão jurídico a RESPONSABILIDADE será objetiva.



Estima se que ao ano, entre R$ 50 bilhões e R$ 84 bilhões, o equivalente a 2,3% do Produto Interno Bruto (PIB), são perdidos para a corrupção. Em Parauapebas, estima-se que esses valores sejam proporcionalmente bem mais significativos.

Embora tenha sido aprovada e sancionada em agosto do ano passado, a lei anticorrupção precisa ser regulamentada, tarefa sob responsabilidade da Controladoria-Geral da República. As regras de aplicação da lei deverão ser publicadas no Diário Oficial da União de amanhã. 

A prefeitura de Parauapebas, por seu prefeito, ainda não se pronunciou como aplicará a LEI ANTICORRUPÇÃO no município.

O mais estranho em Parauapebas, apesar de todos os escândalos, é que não se tem uma ação de improbidade ou sequer uma ação civil pública por parte do Ministério Público local, pelo menos não se tem notícias, quem sabe, essa nova lei traga algo novo e motive o glorioso Ministério Público a uma atuação mais efetiva no município.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

DIANTE DE GREVE NA EDUCAÇÃO, SALAME ATACA PROFESSORES


PARA SALAME, PROFESSORES QUE TEM TÍTULO DE MESTRE E DOUTORADO GANHAM MUITO E SÃO PRIVILEGIADOS


JOÃO SALAME: ataca professores com pós graduação,
segundo o prefeito de Marabá, trata-se de uma "minoria privilegiada"

A Coréia do Sul mudou sua história investindo pesadamente na educação e nos seus professores, no Brasil, mesmo diante de discursos e discursos, o fato é que tanto faz, seja PT, seja PSDB ou qualquer dos seus partidos satélites, a conversa é sempre a mesma, não passa de pura conversa, nenhum ousa avançar de verdade, todos culpam sempre o mesmo, ou seja, o professor, alguns claramente que nem faz o Salame e outros veladamente.

Mas voltando a Coréia do Sul, país que há 40 anos atrás tinha uma renda per capita que era a metade da do Brasil, com as taxas de analfabetismo de ambos próximas dos 35%, hoje tem índices sociais que deixam o Brasil na poeira.  O analfabetismo foi praticamente zerado, enquanto aqui ainda se avizinha de 13%, mais de 82% da população sul coreana tem curso superior, no Brasil o percentual é sofrível, cerca de 12%, a maioria em cursos de baixíssima qualidade. 

A Coréia do Sul frequenta os primeiros lugares quando o assunto é EDUCAÇÃO, você sabia que aquele país asiático mudou sua realidade com uma medida simples, aliás, uma lei simples: "nenhum servidor público poderia ganhar mais que o PROFESSOR e investimento maciço no ensino básico".


O País, Marabá também, precisa valorizá do professor na sociedade, tornando a carreira do magistério objeto de desejo para os jovens, assim como é nos países que estão no topo da Educação mundial, como Finlândia, Coréia do Sul e Cingapura. 

Mas com prefeitos tipo Salame, dirigindo na contra mão, para onde vamos?

Leia a matéria abaixo, os trechos foram transcritos do Portal da Prefeitura de Marabá:

Greve na Educação – Durante seu discurso, Salame comentou a anunciada greve de professores. Segundo ele, diversas medidas foram tomadas para garantir o pagamento do Piso Salarial dos docentes, além de todos os salários e benefícios que a gestão anterior deixou em atraso. O prefeito lembrou que sempre manteve um canal aberto de negociação com a categoria e que, infelizmente, a partir de 2012, uma lei municipal vem contemplando um pequeno grupo da Educação com salários e gratificações muito elevadas que desequilibraram as contas da Semed. Salame se referia aos cerca de 250 professores com mestrado e doutorado que recebem entre 100% e 150% a título de gratificação. A Prefeitura vem complementando os valores do Fundeb e para este ano estima-se que serão gastos mais de R$ 30 milhões dos recursos próprios do Município apenas para pagar a folha de pessoal da Semed.

“É importante remunerar bem os professores, mas gratificações como estas, que favorecem apenas um pequeno grupo de pessoas, estão comprometendo outras áreas também importantes para toda a sociedade. Para complementar a folha da Semed estamos tirando dinheiro que poderiam ser investidos em novas escolas, na melhoria da Saúde, no asfaltamento da cidade e em tantos outros serviços importantes “, disse Salame ao apelar para o bom senso dos professores no sentido que na próxima segunda-feira (27), comecem de forma efetiva o ano letivo e não penalizem os alunos e seus pais.

POLÍCIA FEDERAL INVESTIGARÁ PISTOLEIROS DE PARAUAPEBAS - PREFEITO VALMIR DA INTEGRAL (PSD) SILENCIA



OS FATOS

Os fatos falam por si.

Em 5 de novembro de 2013, um advogado, Dr. Dácio Cunha, e um líder comunitário, o "Grande", foram assassinados, decorridos quase 90 dias,  estranha-se muito que até hoje nem o Ministério Público, pela sua promotoria de justiça criminal em Parauapebas, nem a Polícia Civil, que chegou a enviar ao município uma experiente equipe de policiais, tenham dado qualquer esclarecimento à população de Parauapebas.

Os atuais ameaçados, além de impedirem que R$ 120 milhões fossem pagos pelo atual prefeito VALMIR DA INTEGRAL a um advogado, de terem entregue provas cabais que o atual governo municipal de Parauapebas fraudou o "transporte escolar municipal", além de muitas denúncias envolvendo a pasta da Secretaria de Saúde.

MAIS AMEAÇAS

Outro líder comunitário, o também blogueiro e editor da Revista Atrox, Jonas Conrado, vem sofrendo ameaças, já teve inclusive um dos seus familiares, uma criança, vitima de um "acidente". O Jonas já providenciou a mudança dos seus familiares do município. 

Jonas Conrado vem denunciando supostas fraudes na Secretaria de Habitação, onde se gastou R$ 92 milhões em 2013, sem que se explicasse para onde foi essa montanha de recursos.

MINISTÉRIO PÚBLICO

Há mais de 100 dias que o Ministério Público do Pará recebeu uma pilha de documentos sobre a fraude no transporte escolar de Parauapebas, na atual gestão VALMIR DA INTEGRAL, mas os cidadãos não sabem e nem se tem notícia de qualquer medida concreta do órgão em relação aos fatos denunciados.

O "TRABALHO ACONTECE, O RESULTADO APARECE", MAS PARAUAPEBAS SÓ VÊ CORRUPÇÃO E PISTOLAGEM

O Sr. VALMIR DA INTEGRAL, prefeito municipal de Parauapebas, aliado do vice governador HELENILSON PONTES, ambos do PSD, parece que não entendeu o que ocorre, mas vamos tentar explicar ao dono da empresa Integral, contratada da VALE: prefeito, opositores ao seu governo estão sendo assassinados por pistoleiros, na cidade tem uma lista de nomes de pessoas marcadas para morrer, por mera coincidência, prefeito VALMIR DA INTEGRAL, pessoas que fazem denúncias ou lhe acionaram na justiça, lhe acusando de fraude. Entendeu, prefeito VALMIR DA INTEGRAL? Por exemplo, V.Exa. deveria explicar quem pagou os shows que seu gabinete contratou para o aniversário de Parauapebas, entende? Só como exemplo!

O prefeito, quando resolve falar,  diz que se trata de "fofocas", mas não esclarece o fato das vítimas e ameaçados serem pessoas que fazem  oposição ao seu governo ou  que realizaram denúncias contra a sua caótica administração.

Em tom de zombaria contra os cidadãos, o governo lança uma campanha publicitária na cidade cujo mote é: "o trabalho acontece, o resultado aparece"

Parauapebas só vê "CORRUPÇÃO E PISTOLAGEM".

A NECESSIDADE DA PF

A necessidade da Polícia Federal é indiscutível, o próprio vice governador HELENÍLSON PONTES deveria requerer a presença da PF ao invés de esperar que os fatos se agravem ainda mais, até por que algumas das denúncias contra o governo VALMIR DA INTEGRAL envolvem recursos federais da educação e da saúde.

Inclusive, há suspeitas que o PSD, partido do vice governador HELENÍLSON PONTES, estaria sendo beneficiado pelo prefeito com contratos sem licitação e até com o pagamento de despesas da legenda com recursos públicos.

sábado, 25 de janeiro de 2014

PARAUAPEBAS: SITUAÇÃO CRÍTICA - 15 ÁREAS DE RISCO

O "TRABALHO ACONTECE": PARAUAPEBAS É O MUNICÍPIO DO PARÁ COM MAIS ÁREAS DE RISCO, DIZ A DEFESA CIVIL ESTADUAL

Após um ano de "trapalhadas", o governo VALMIR DA INTEGRAL mostra o resultado: Parauapebas é o município do Pará com maior números de área de risco, lembrando que a Secretaria de Habitação foi loteada politicamente, entregue a um vereador e sua esposa, a incompetência saltou aos olhos, a Sra. MAQUIVALDA gastou R$ 92.064.160,25 (mais de noventa e dois milhões de reais). 

O trabalho aconteceu e Parauapebas só tá vendo: pistoleiros e corrupção!

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

OAB NACIONAL EXIGE RAPIDEZ NA APURAÇÃO DE CRIMES NO PARÁ - PARAUAPEBAS É CONSIDERADO O CASO MAIS GRAVE!

“No caso do presidente da subseção de Parauapebas o caso é ainda mais. A ameaça é voltada contra um dirigente da Ordem, que no exercício de suas atribuições, na cobrança da resolução dos crimes, também se vê coagido. A OAB não transigirá com essas ameaças”, destacou Accioly.


JARBAS VASCONCELOS, presidente da OAB-PA, e 
MARCOS VINÍCIUS FURTADO COÊLHO, 
presidente da OAB NACIONAL



SÃO JOÃO DE PIRABAS E PARAUAPEBAS: "PIABAS E PEIXES GRANDES"

Muito louvável a atuação do GAECO e do Procurador Nelson Medrado, mas que não fique em "piabas", que os "peixes grandes" também sejam alvos do órgão!


PROCURADOR NELSON MEDRADO: RESPEITÁVEL E SÉRIO.
TEM MERECIDO MUITOS ELOGIOS PELA SUA ATUAÇÃO.
O SOL DO CARAJÁS SE SOMA A TODAS ELAS!

CURIOSIDADES: 

PIABA: 1) Denominação dada a algumas espécies de peixes de rio, da família dos anostomídeos, espécie dos gêneros Leporinus e Schizodon, de boca pequena, que se alimentam de matéria vegetal e de detritos orgânicos; ARACU; PIAU; PIAVA; 2) Pop. Coisa de pouca monta; pequena quantia. (veja aqui)


SÃO JOÃO DE PIRABAS: é uma cidade e um município localizado no Nordeste Paraense, criado em 1989. O município tem 21.536, população estimada em 2013, com 709 km² de área territorial. Segundo o IBGE, em 2009, teve um orçamento de cerca de R$ 20 milhões. Para comparação,  o orçamento de Parauapebas em 2013 teve autorizado pela Câmara Municipal mais de R$ 1.9 BILHÃO, apenas o gabinete do prefeito de Parauapebas gastou mais de R$ 47 milhões (inclusive com festa de quadrilha na casa do prefeito, shows superfaturados sem licitação e sem processo de contratação). (veja aqui)

Pois é, caro leitor, há diferença entre piaba (pirabas) e peixe grande?

GAECO: ATUAÇÃO DO ÓRGÃO RECEBE CRÍTICAS, POIS "TERIA SELETIVIDADE PARTIDÁRIA"

SÃO JOÃO DE PIRABAS: Operação do MP comprova fraudes em processo de licitações na prefeitura


"O povo denunciou e pediu providências e o Ministério Público respondeu. Fizemos uma operação para desmontar essa quadrilha de empresas especializadas em fraudar processos licitatórios. O que é pior, algumas delas já são contumazes e participaram das fraudes na Alepa, desmontadas pelo MP em 2011”, disse indignado o procurador de Justiça Nelson Pereira Medrado, coordenador do Núcleo de combate a corrupção e a improbidade administrativa do Ministério Público estadual.


Medrado junto com o promotor e coordenador do Gaeco Arnaldo Azevedo e a promotora Sabrina Daibes Amorim coordenaram a operação que foi batizada pela população de operação “calça curta”, em alusão ao prefeito Luís Cláudio Teixeira Barroso (PMDB), reeleito por mais quatro anos.

Segundo o MP cerca de “quarenta ou sessenta milhões reais, ainda não se tem idéia do real montante de recursos financeiros desviados nesse esquema de corrupção que funcionava desde 2010. Somente depois de uma análise mais apurada chegaremos o real valor desviado”, informaram os coordenadores da operação.



QUADRILHAS - “O mais grave de tudo isso é que “detectou-se nessa operação que empresas que foram flagradas no caso Alepa, hoje estão migrando para o interior organizando quadrilhas especializadas em fraudar pregões nessas prefeituras” revela Medrado.

O procedimento criminoso envolve montagem de processos fraudulentos licitatórios que nem sequer são concluídos “a maioria das licitações nem é feita. Somente o pagamento é feito. Pior por um serviço não realizado e, em outras situações, não há entrega nem de obras, nem de equipamentos” confessaram o presidente da comissão de licitação e o contador da prefeitura.
Inquiridos porque assinavam as licitações, responderam: “o prefeito mandava”.


Os dois depuseram na condição de testemunhas convocadas pelo procurador Nelson Medrado, em Santarém Novo município vizinho a Pirabas, por não existir fórum em São João de Pirabas.


OPERAÇÃO – Operação deflagrada na madrugada desta quarta (22) pelo Ministério Público estadual por meio dos agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em cumprimento ao mandado expedido pela Justiça para Busca e Apreensão de documentos.

A denúncia investigada pelo MP apontava para indícios de fraudes em processos licitatórios na prefeitura de São João de Pirabas, nordeste do Pará localizada a 200 quilômetros da capital Belém.



APREENSÃO - Milhares de documentos que foram apreendidos pelo MPE nas secretarias municipais comprovam irregulares na montagem de processos licitatórios, no âmbito da administração municipal referentes a contratos de prestação de serviços, obras dentre outros. Alguns desses processos licitatórios localizados na prefeitura ainda estavam em fase de confecção e montagem, informam os agentes do MP.


“Somente uma análise mais apurada poderá apontar o montante de recursos financeiros que beneficiou os envolvidos no esquema de corrupção no poder municipal” informam os promotores.


Os documentos foram transportados para Belém e ficarão sob a guarda do MP para posterior análise e perícia.

O pedido feito pelo Ministério Público ao TJ por meio da 7ª promotoria cível foi acatado pelo desembargador Milton Augusto Brito Nobre. O investigado é o prefeito Luís Cláudio Teixeira Barroso (PMDB) e alguns servidores da PMSJP.

A ação contou com o procurador de Justiça Nelson Medrado, promotor Arnaldo Azevedo - coordenador, em exercício, do Gaeco e a promotora Sabrina Said Daibes de Amorim, titular da promotoria de São João de Pirabas e o auditor do Tribunal de Contas do município Antônio Severino Filho.

Clique aqui e veja todas as fotos da coletiva de imprensa e da operação.

Texto – Edson Gillet (Assessoria de imprensa)
Fotos – Fernanda Palheta (graduanda em jornalismo) e PJ de São João de Pirabas

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

PARAUAPEBAS NÃO TEM POLÍTICA PARA O SETOR, DIZ RELATÓRIO DO CONSELHO DE CULTURA

FUNDO MUNICIPAL DE CULTURA: R$ 1.300.000,00 DISPONÍVEIS EM 2013, CHICO BRITO INVESTIU R$ 0,00 (zero). NÃO CONSEGUIU APLICAR NENHUM REAL, FALTOU POLÍTICA CULTURAL E APTIDÃO PARA O TRABALHO. 2014 PODE SER AINDA PIOR, APONTA RELATÓRIO DO CONSELHO DE CULTURA.
CHICO BRITO: SEM CULTURA
GOVERNO TRAPALHÃO

A passagem do itabirano Chico Brito pela secretaria de cultura de Parauapebas é um desastre, 2013 foi um ano de "trapalhadas". 

Alguns, na defesa do incompetente Chico Brito, podem dizer que isso não foi exclusividade dele, mas que "trapalhada" é a marca do governo VALMIR DA INTEGRAL, que não é só o Chico Brito, ele não seria um ponto fora da curva, mas uma regra onde o próprio prefeito é o "trapalhão-mor", travando o governo nas suas áreas mais vitais. Pode ser, mas que Chico Brito é uma peça rara, isso é.

APESAR DE RECURSOS DISPONÍVEIS, SECRETÁRIO NÃO TRABALHA

Cultura é investimento, qualquer centavo aplicado o retorno para a comunidade é inestimável, pois sabendo disso, o Sr. Chico Brito não cumpriu com o dever, mesmo com "shows superfaturados", o rapaz não conseguiu aplicar nem a metade dos recursos disponíveis. 

Na secretaria de cultura, dos R$ 7.787.662,20 foram aplicados apenas R$ 3.784.288,66, ou seja,  48,59 %. 

No Fundo Municipal de Cultura a incompetência imperou, pois de R$ 1.300.000,00 disponíveis o incompetente CHICO BRITO consegui aplicar R$ 0,00 (isso mesmo: ZERO), acredite. Faltou projeto, política, plano e vontade de trabalhar, mas sobrou soberba, incompetência e estupidez.

Uma vergonha!
__________________________________________
LEIA CONCLUSÃO DO DOCUMENTO ENTREGUE AO PREFEITO PELO CONSELHO DE CULTURA

"(...)

Convém esclarecer alguns pontos de fundamental importância que marcaram a gestão da pasta cultural pelo Sr. Francisco Brito, os quais devem, ser analisados e ponderados pelo poder executivo municipal:

a) O CDC, Centro de Desenvolvimento Cultural, tem sido disponibilizado para particulares que não são ações/atividades relacionadas com o desenvolvimento cultural. Artistas em geral quando pretendem exibir algum espetáculo, são impedidos de cobrar ingressos, mesmo que estes sirvam apenas para custear as despesas do espetáculo, sem o objetivo de auferir lucro;

b) A Prefeitura Municipal de Parauapebas possuía calendário vasto de programações culturais que se realizavam ao longo do ano, como por exemplo: FEMPA, SEMANA DA CULTURA, FESTIVAL DE CINEMA CURTACARAJÁS, e outros mais os quais foram solenemente abandonados e ignorados;

c) Inexiste qualquer programa cultural desenvolvido pela Secretaria de Cultura em andamento;

d) Escola de Música único projeto da SECULT não tem orçamento na LOA 2014.

e) Cultura em movimento não foi implantado e acabou sendo excluído na LOA 2014.

f) A Secretaria de Cultura não possui um calendário de ações e programas a serem desenvolvidos em 2013 e 2014;

g) A Secretaria de Cultura não dialoga com o Conselho Municipal de Cultura, com os movimentos artísticos e com os próprios artistas;

Assim sendo, serve o presente Relatório para que Vossa Excelência, Prefeito Municipal de Parauapebas, tome ciência da ausência de qualquer política pública de cultura em âmbito municipal, representando assim o descumprimento de deveres fundamentais do estado e violando direitos básicos dos cidadãos deste complexo Município minerador.
Parauapebas, 16 de novembro de 2013.

Conselho Municipal de Políticas Culturais de Parauapebas
Diretoria"
________________________________________

Leia mais no Blog do Conselho de Cultura:http://www.cmpcultura.wordpress.com

_____________________
Nota: Parabéns ao Conselho pelo BLOG, que os demais conselhos municipais sigam o exemplo. 

PARAUAPEBAS: OAB VAI AO PROCURADOR GERAL LEVAR DENÚNCIAS ENVOLVENDO "CRIME ORGANIZADO" EM PARAUAPEBAS

Ministério Público vai analisar denúncias apresentadas pela OAB

OAB EM REUNIÃO COM PROCURADOR GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO
PARA DENUNCIAR AMEAÇAS EM PARAUAPEBAS

As ameaças de morte denunciadas pelo advogado Jackson Souza e Silva, que atua em Parauapebas, foram tratadas pelo procurador-geral de Justiça, Marcos Antônio Ferreira das Neves, que, acompanhado do subprocurador-geral de Justiça para a área jurídico-institucional, Jorge de Mendonça Rocha, recebeu hoje, 21, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção Pará, Jarbas Vasconcelos.

Jackson Silva é presidente da OAB em Parauapebas e disse em Belém que as ameaças podem estar relacionadas às ações judiciais que ajuizou contra o atual prefeito do município, Walmir da Integral. Entre elas uma ação popular contra o prefeito, que teria feito pagamentos irregulares a um advogado de Santa Catarina.

“Além disso, Jackson Silva denunciou também que atua em outros processos que atingem políticos e empresários locais e que podem ter motivado essas ameaças”, explicou Vasconcelos. “Por isso estamos aqui para comunicar ao Ministério Público o que está ocorrendo naquela região e em outras localidades do estado, onde advogados tem sido ameaçados”, completou.

Segundo as denúncias apresentadas, o assassinato do advogado Dácio Antônio Cunha e o atentado contra o blogueiro Wandernilson Costa poderiam ter relação com as ameaças que Jackson tem recebido.

Após ouvir atentamente os casos relatados, o procurador-geral Marcos das Neves disse que o documento entregue pela OAB vai ser analisado pela subprocuradoria-geral de Justiça jurídico-institucional e encaminhado ao Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

“A subprocuradoria-geral vai analisar o documento que deverá ainda passar pelo Gaeco, para identificar se há elementos que caracterizem uma organização criminosa patrocinando esses acontecimentos. A OAB ficou também de trazer um dossiê com mais informações sobre o que está ocorrendo na região”, disse Marcos das Neves.

Participaram ainda da audiência com a Procuradoria-Geral os advogados Eduardo Imbiriba (tesoureiro da OAB), Joaquim Freitas (presidente da OAB/Altamira), Rômulo Romeiro (assessor jurídico/OAB).

Texto e foto: Edyr Falcão

_____________________________________
Nota: Hoje o GAECO deflagrou uma operação no município de Pirabas, cujo prefeito é do PMDB, que faz oposição ao governador JATENE, espera-se isenção do órgão e que não adote dois pesos e duas medidas. Fatos graves foram denunciados no MPPA em Parauapebas e até a presente data não se tem notícias de nenhuma providência. Basta olhar a prestação de contas eleitorais do prefeito de Parauapebas e o Portal de Transparência do município que o MPPA e a polícia já saberá o caminho que deve trilhar. Parauapebas toda sabe!

Parauapebas: OAB-PA pede ao Ministério Público "apuração rigorosa"

Presidente da OAB-PA pede que Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público atue em Parauapebas.


JARBAS VASCONCELOS - OAB-PA

“Acreditamos que as informações têm fundamento. A situação está insustentável e por isso pedimos a urgente intervenção do Gaeco [Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado].


Jarbas Vasconcelos - Presidente da OAB-PA

______________________________

OAB-PA pede ao MPE ‘apuração rigorosa’

Quarta-Feira, 22/01/2014, 06:40:52 - Atualizado em 22/01/2014, 06:40:52
Tamanho da fonte: A- A+
Uma investigação rigorosa foi pedida ontem ao procurador-geral de Justiça, Marco Antônio das Neves, e ao subprocurador adjunto, Jorge Mendonça Rocha, pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Pará (OAB-PA), Jarbas Vasconcelos, sobre a existência de uma lista com nomes de pessoas marcadas para morrer em Parauapebas - entre elas o presidente da subseção da OAB naquele município, Jakson Silva, segundo matéria divulgada ontem pelo DIÁRIO. Vasconcelos disse que teme pela vida do advogado e pediu empenho de Neves e Rocha para que o Ministério Público faça um trabalho “refinado dos fatos que envolvem, inclusive, políticos daquela região”.
Vasconcelos reforçou ainda a importância de uma ação conjunta entre o MP e a Secretaria de Segurança Pública (Segup). Segundo ele, o que a Ordem está apresentando agora - e reafirmando a necessidade de união de forças para investigar - é uma lista concreta de pessoas que, inclusive, já foram mortas, como o advogado Dácio da Cunha e um líder comunitário, ambos assassinados em novembro do ano passado. Eles eram ligados a um jornalista da região, também marcado para morrer, que sofreu um atentado na semana passada.
“Acreditamos que as informações têm fundamento. A situação está insustentável e por isso pedimos a urgente intervenção do Gaeco [Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado]”, ponderou o presidente da OAB. 
Em resposta, Neves se comprometeu a encaminhar a denúncia ao Gaeco, mas deixou claro que precisa de mais informações nesse sentido. O MP deverá ouvir o presidente da subseção de Parauapebas, assim como terá acesso às ações populares movidas pelo advogado ameaçado. “Para afirmarmos se estamos lidando com uma organização criminosa, precisamos de mais informações”, disse o chefe do MP. 
Além do presidente da OAB-PA, participaram da reunião o diretor-tesoureiro da Ordem, Eduardo Imbiriba, o presidente da subseção de Altamira, Joaquim Freitas, e o assessor jurídico da instituição, Rômulo Romeiro. A reunião solicitada pela OAB-PA ocorreu após denúncias divulgadas pelo DIÁRIO e nos meios de comunicação de Parauapebas que afirma a existência de suposta lista de “marcados para morrer” naquele município. 
Em ofício encaminhado ao promotor de Justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado, Milton Menezes, a OAB explica que a ameaça foi trazida à tona através do “disque denúncia de Parauapebas”, no último dia 10 de janeiro, e por meio de um bilhete deixado em um restaurante no município.
Mortes
No documento, o presidente da Ordem chama atenção para o fato de que, em matéria veiculada sobre o assunto, um dos integrantes da lista, o jornalista Wandernilson Santos da Costa, conhecido pelo epíteto “Popó” – que é um dos clientes do advogado Jakson, em ações judiciais relativas a atos de improbidade administrativa movidas contra o prefeito de Parauapebas -, foi alvejado por dois pistoleiros na manhã do último dia 13, ao sair de sua residência para ir trabalhar. Ele ainda está hospitalizado, mas fora de perigo. 
A matéria também levanta casos de improbidade administrativa realizadas por alguns gestores do município. Uma cópia do ofício também foi enviada ao delegado geral de Polícia Civil, Rilmar Firmino de Souza, pedindo que o fato seja incluído no recém-criado Gaer (Grupo de Atuação Especial de Repressão a Crimes de Representatividade) para atuar no caso.
A OAB também solicitou ao secretário Luiz Fernandes Rocha a inclusão do advogado Jakson Silva no Programa de Proteção a Vitimas e Testemunhas, tendo em vista que o objetivo precípuo do programa é a efetivação da justiça e o combate à impunidade e à violência. Hoje, às 11h, Vasconcelos terá uma reunião com o secretário de Segurança Pública para tratar do assunto.
(Diário do Pará)

Matéria no Diário do Pará