quinta-feira, 2 de julho de 2015

Governo VALMIR DA INTEGRAL em pânico - ex-coordenador de licitações pode ter assinado DELAÇÃO

Argenor e Valmir da Integral - ex-coordenador de
licitações e atual pregoeiro municipal pode ter
assinado delação

ARGENOR SOUSA SILVA, ex-coordenador de licitação e contrato do governo VALMIR DA INTEGRAL, atualmente pregoeiro oficial, pode ter assinado termo de DELAÇÃO e entregue os esquemas montados tanto no legislativo quanto na prefeitura de Parauapebas.

Acredite, Helenilson Pontes (PSD) premia VALMIR DA INTEGRAL (PSD)


Veja AQUI a reportagem da TV Liberal sobre a dramática situação das escolas municipais em Parauapebas



Acredite, veja a matéria abaixo, está no site da Prefeitura, é sério, VALMIR DA INTEGRAL e JULIANA são premiados  pelo pacto de educação do governo do Pará, por aí já se tem o grau de seriedade que JATENE e HELENÍLSON PONTES têm pela educação paraense. 
________________________________

Parauapebas recebe quatro certificações pela qualidade na educação

Em cerimônia do Sistema de Reconhecimento do Pacto pela Educação do Pará, realizada no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, nesta quarta-feira (1), Parauapebas foi reconhecida pela qualidade na educação com quatro certificações.

Fotos: Anderson Souza | Ascom

Sara Dias

Assessoria de Comunicação | PMP 

O município está em primeiro lugar na categoria “Resultados”, referente aos resultados de proficiência em Língua Portuguesa dos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, e em segundo lugar no bom desempenho da aprendizagem dos alunos do nono ano, também do Ensino Fundamental.

“Nós elegemos a Educação como um dos pilares do nosso governo. E esse reconhecimento, a nível estadual, é o resultado de todo o esforço que a Prefeitura de Parauapebas tem desenvolvido, por meio da equipe da Educação. Temos investido em construções, reformas e ampliações das escolas, em novos ônibus escolares, e também na qualificação dos nossos educadores, diretores e coordenadores pedagógicos que recebem capacitações a cada 15 dias”, disse o prefeito Valmir Mariano.

CIRO GOMES avisou - assista!



O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, por CIRO GOMES.

GAECO: diante de várias prisões, a permanência do prefeito VALMIR DA INTEGRAL no cargo pode gerar descrédito

Parauapebas quer "um limpa" geral - a cidade pede a saída de VALMIR DA INTEGRAL e família

video


A presença do GAECO em Parauapebas, do Procurador NELSON MEDRADO, da atuação do promotor HÉLIO RUBENS, bem como a firmeza nas decisões do juiz LÍBIO MOURA, são fatos inéditos e enche Parauapebas de esperança.

A permanência do chefe do executivo municipal, VALMIR DA INTEGRAL, incólume no cargo pode gerar descrédito, algo injusto com as autoridades citadas, pois a decisão não depende deles e sim de desembargadores em BELÉM, devido as questões criminais envolvidas e o foro privilegiado do prefeito da bilionária Parauapebas.

PARAUPEBAS: "Operação Filisteu" do MPPA prossegue e faz novas prisões



Em cumprimento a mais uma etapa da "Operação Filisteu", coordenada pelo Ministério Público do Estado (MPPA), uma nova ação conjunta do Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e a Corrupção (NCIC) e Promotoria de Justiça de Parauapebas, , com apoio do Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) , desta vez levou à prisão o vereador e ex-presidente da Câmara Municipal, Josineto Feitosa (SDD).

Participaram da ação o procurador de Justiça Cível Nelson Pereira Medrado e os promotores de Justiça Milton Menezes, Hélio Rubens e Harrison Bezerra.

Josineto é um dos quinze alvos investigados pelo MPPA por suspeita de corrupção na Câmara Municipal. Ele foi preso na sua residência nesta quarta-feira (1°), durante a segunda fase da operação Filisteu, deflagrada no último dia 26 de maio.

“Josineto forneceu certidão falsa atestando a aptidão técnica de uma empresa, e com base nesse documento, a empresa conseguiu participar de um certame licitatório realizado pela prefeitura, num esquema popularmente conhecido como venda de pasta, vultosa quantidade de documentos apreendidos durante a Filisteu vão permitir que a gente tenha a dimensão dessa cadeia criminosa, quem participa efetivamente e quem vem se beneficiando do dinheiro público”. Ressaltou Hélio Rubens.

Feitosa é suspeito de fraudar licitações na prefeitura de Parauapebas. Além do vereador, seu cunhado e assessor parlamentar Herbert Herland Matias de Gomes, também teve a prisão decretada, mas ainda não foi localizado, o advogado dele informou à promotoria que ele vai se apresentar, mas é considerado foragido da Justiça.

"A licitação foi organizada por Josineto e executada por Herbert, que atuava como seu braço direito e ainda existem denúncias de intimidação contra testemunhas desses casos de fraude”, complementa Rubens.

Com Josineto Feitosa, a Filisteu soma 4 prisões, em maio os vereadores Odilon Rocha de Sansão (SDD) e José Arenes (PT) e o empresário Edimar Cavalcante foram presos por improbidade administrativa na câmara de vereadores.

O vereador Feitosa prestou depoimento ao Ministério Público

“Josineto confirmou em seu depoimento que os contratos do executivo em Parauapebas não estavam sendo executados como contratados inicialmente, por exemplo, haviam contratos de motoristas, mas na realidade nenhum prestava o serviço. Nós temos diversos tipos de provas sobre o esquema multimilionário de fraudes no município, a documentação apreendida pela operação está sob análise do Tribunal de Contas da União e tem nos apontado diversas irregularidades” explicou Medrado.

Desde sexta-feira (26) foi preso em Parauapebas um homem conhecido por Jonas, que dizia ter proximidade com o MPPA, se identificando inclusive como assessor do órgão. Ele é acusado de extorsão, se dirigia aos acusados do esquema municipal e oferecia-se para fazer a mediação entre os acusados, dentre eles o prefeito e o órgãos que investigam as fraudes em Parauapebas.

“O Ministério Público do Estado do Pará está trabalhando com afinco em suas promotorias, e continuaremos até desbaratar toda esta quadrilha” afirmou o procurador.

Jonas permanece sob prisão preventiva e já foi transferido para Belém.

Até amanhã (3), Nelson e Rubens ouvirão mais depoimentos, em seguida tomarão as medidas cabíveis para fechar o cerco contra os integrantes da quadrilha.

Texto: Karina Lopes (graduanda em jornalismo), com informações da PJ de Parauapebas
Revisão: Edyr Falcão
Fotos: PJ Parauapebas

Veja matéria da TV LIBERAL sobre a corrupção em Parauapebas, jornal não cita o prefeito municipal

Em Parauapebas, 15 vereadores são suspeitos de corrupção


video

Vereador Josineto Feitosa (SDD) foi preso nesta quarta-feira, na sua casa.

Prisão e apreensões são resultado da segunda fase da operação Filisteus.

Quinze vereadores de Parauapebas, no sudeste do Pará, estão sendo investigados pelo Ministério Público do Estado (MPE) por suspeita de corrupção na Câmara Municipal. O vereador e ex-presidente do órgão, Josineto Feitosa (SDD), foi preso na sua residência nesta quarta-feira (1°) pelo Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (GAECO), ligado ao MPE, durante a segunda fase da operação Filisteus. Ele é suspeito de fraudar licitações na prefeitura do município. O cunhado e assessor de Josineto, Herbert Herland Matias de Gomes, teve a prisão decretada, mas ainda não foi localizado. O advogado de Herbert informou ao MPE que ele vai se apresentar, mas, para os promotores, ele é considerado foragido da Justiça.


quarta-feira, 1 de julho de 2015

OPERAÇÃO FILISTEU: presidente do PSOL de Parauapebas é ameaçado de morte

MARDEN - presidente do PSOL sofre ameaças de morte
O presidente do PSOL em Parauapebas, após a deflagração da OPERAÇÃO FILISTEU e pela sua atuação como líder sindical junto ao Conselho Municipal de Saúde, vem sofrendo ameaças de morte, algumas delas foram gravadas e já estão em posse das autoridades.

Ameaças podem ter relação com a OPERAÇÃO FILISTEU.

Nota divulgada pelo PSOL


GAECO: mistério em Parauapebas, prisão de prefeito volta a ser cogitada

GAECO mantém prisões em sigilo, expectativa é que sejam de 11 a 18 pessoas detidas

Agenor e Valmir da Integral: o chefe das licitações
 e o chefe da prefeitura de Parauapebas
Nelson Medrado, procurador do GAECO foi visto em Parauapebas

A presença do Procurador NELSON MEDRADO em Parauapebas aumenta a pressão em cima do chefe do executivo municipal, fazendo crescer a expectativa de que VALMIR DA INTEGRAL pode está sob custódia da autoridade do Ministério Público.

Chefe da licitação do VALMIR DA INTEGRAL está sendo ouvido pelo MP

Chega a informação que o membro da comissão de licitação do governo VALMIR DA INTEGRAL está prestando depoimento para o Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado na sede do Ministério Público em Parauapebas. 

O Sr. Agenor Souza Silva está nas garras do GAECO, o cerco está chegando bem próximo do prefeito municipal. 

Agenor Souza Silva sempre ocupou cargos importantes nas administrações de Parauapebas, sempre vinculado à coordenadoria de licitações, cargo que também foi ocupado pela filha do prefeito, a Sra. FLÁVIA DA INTEGRAL.

PARAUAPEBAS: Vereador MAJO DA MACTRA (PSDB) é procurado pelo GAECO

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) procura o vereador MAJO DA MACTRA, de Parauapebas, a última vez que o político foi visto em público estava participando da convenção estadual do PSDB, realizada em Belém do Pará, no último sábado, dia 27/06/2015.




Caso você tenha visto o vereador MAJO DA MACTRA (PSDB), avisar que o GAECO precisa conversar com ele urgentemente, assuntos do seu interesse e da população de Parauapebas.

O político e empresário do PSDB estaria em BELÉM, onde participou de uma REUNIÃO PARTIDÁRIA, no último sábado, dia 27/06/2015.

Parauapebas: mandados de prisões podem ser apenas pra vereadores

Prefeito pode ter escapado de mais uma
operação do GAECO

Será que Valmir da Integral escapará de ser preso em mais uma operação do GAECO?

O prefeito de Parauapebas pode está escapando de mais uma operação do GAECO, ainda não está confirmado se há ou não prisão para VALMIR DA INTEGRAL.

4 vereadores podem está com mandados de prisões em seus nomes

Prisões pode ser apenas para os envolvidos na Câmara, isso por enquanto, pois não há notícias que o prefeito VALMIR DA INTEGRAL também tenha sido preso.

JosinetoMajor da MactraDevanirLuzinete

Vereadores de Parauapebas podem está nas garras do GAECO, cidade vive clima de euforia entre a população, com a atuação do GAECO se espera que uma prática política que domina Parauapebas desde a sua emancipação chegue ao fim, bem verdade, que no atual governo VALMIR DA INTEGRAL a corrupção generalizou-se, alastrando-se por todas as instituições locais (TODAS).





Essas são os vereadores denunciados por crimes contra a administração pública em Parauapebas, no processo que envolve apenas os fatos ocorridos na Câmara Municipal: JOSINETO FEITOSA, ODILON ROCHA, JOSÉ ARENES, DEVANIR MARTINS, LUZINETE BARBOSA e MAJO DA MACTRA.

6 vereadores

São seis vereadores denunciados, 2 deles já estão presos em Belém, a expectativa é que essa fase da Operação Filisteu seja para prender os demais vereadores envolvidos.