sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Em Parauapebas o PSDB rompe com governo municipal


Atitude sensata da Executiva do PSDB no município de Parauapebas, se posicionando pelo rompimento com o governo VALMIR DA INTEGRAL.

A questão governo VALMIR DA INTEGRAL não é partidária, todos que tem bom senso e defendem Parauapebas compreendem isso.

A cidade vive dias terríveis sob a atual administração municipal.

Novo trem de passageiros da vale

Novo trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás tem maior capacidade e oferece mais conforto aos usuários 



Segundo informações, o novo trem segue padrões europeus e é o mesmo tipo utilizado na Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM). 

Com capacidade para 1.550 passageiros por viagens, em 39 carros, seis dos carros são executivos, 21 econômicos e 12 de serviços. 

Os carros executivos tem capacidade para 60 passageiros, já o econômico possui 79 lugares. 

A população merece, o novo equipamento é digno de nota elogiosa, ainda mais que a passagem não terá alteração. 

O novo trem tem data prevista pra entrar em operação na Estrada de Ferro Carajás em 14 de setembro. 

Veja imagens do trem que já opera na EFVM:

O erro da base de apoio do prefeito VALMIR DA INTEGRAL na Câmara - cairá junto

Não existe governo, não deveria ter base, sustentam o insustentável


O GAECO está em Parauapebas desde março de 2015.

Desde a semana passada que o órgão mapeia a cidade, dizem.

Os políticos de Parauapebas já sentiram na pele o que pode ocorrer, alguns relutam em acreditar, acham que só acontece com os outros. Um dos principais deles, o ex-vereador ODILON, humilhado publicamente, foi obrigado a renunciar ao seu mandato.

Cuidado, suplente ZACARIAS. 

A base que funciona a base de "favores"

Pois bem, a base do governo VALMIR DA INTEGRAL, composta apenas por 1 vereador (Maridé) e 1 suplente (Zacarias),  uns 3 indecisos, somando não mais que 5 parlamentares, comete muitos erros grosseiros, tudo em troca de "favores".

Primeiro - a população está atenta

O primeiro desses erros é acreditar que a população de Parauapebas não está atenta aos seus atos na Câmara Municipal. Erra feio, a população hoje rejeita qualquer apoio ao prefeito de Parauapebas, veja a situação do suplente ZACARIAS, que já é odiado pelo povo, vaiado e indesejado em qualquer ambiente.

Segundo - acredita que tem governo

O segundo erro, acredita que o governo atual ainda tem qualquer controle da máquina.

Parauapebas está sem governo e sem rumo, isso beneficia apenas gente tipo esse ZACARIAS, sem qualquer compromisso com o município de Parauapebas.

Terceiro -  querem saquear o erário

O terceiro erro é manter o prefeito no cargo, obrigando o GAECO a priorizar suas ações no município de Parauapebas, ações que também passam pela Câmara e acertam primeiro eles, os vereadores, acertar o prefeito é mais demorado, tem foro privilegiado, secretário não tem, vereador também não, sabem disso  JULIANA e ODILON.

Para alguns vereadores, manter o prefeito no cargo é  entregar o seu e os seus.

Os desembargadores do Pará e os prefeitos que fraudam licitações

Desembargadores do Pará mantém no cargo prefeito que fraudou a Lei de Licitações por "apenas" 86 vezes 

Devem ter entendido, os excelentíssimos desembargadores do Pará, que o prefeito já fez 86 vezes e cansou, não irá mais fraudar a Lei de Licitações. É, 86 vezes cansa mesmo.

Desembargadores reunidos em sessão das
Câmaras Criminais na manhã desta segunda 31 de Agosto

Como manter no cargo um político ao mesmo tempo que aceita uma denúncia que imputa a este réu a prática reiterada, "apenas" 86 vezes, de crimes contra a administração pública?  Como? Haja presunção de inocência!

É o chamado mistério público, coisas que ainda ocorrem no Pará, verdade que no Brasil tem muita impunidade, mas quando se vê o que acontece no Pará... 

Para ter uma idéia, imagine um assassino ou um "tarado" que tenha sido denunciado por 86 mortes ou 86 estupros, pronto, é o caso de um prefeito que viola 86 vezes a Lei de Licitações e ainda é mantido no cargo. 

Mas a fraude envolve merenda escolar para crianças pobres, quem se importa?

Impressionante!


“A obra de Luiz Vieira é para ser lida com os olhos e com a alma, com a razão e a emoção” 

(Rosa Peres – escritora e membro da Academia de Letras do Sul e Sudeste do Pará).


Depois de ser lançado em São Paulo no dia 15 de agosto, agora chegou a vez de Parauapebas. A Editora Scortecci lança nesse sábado (5) o livro "O escorpião e a borboleta", às 20 horas na Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (ACIP). 

A grande festa literária contará com a presença da Academia de Letras de Parauapebas e da Academia de Letras do Sul e Sudeste do Pará. A animação ficará por conta de artistas locais que se revezarão num sarau de música e poesia.

Livraria Luz estará no local vendendo o livro por apenas $30,00 a unidade. No site da Livraria Asabeça e da Cultura o exemplar sai por $39,00, mais frete.

A obra literária que é a primeira do escritor Luiz Vieira traz uma seleção de crônicas e contos com temas variados que vai desde música, filosofia, arte, história, política, textos motivacionais e muito mais. O leitor vai se identificar em muitas crônicas e vai encontrar muitas semelhanças com o seu cotidiano. Qualquer semelhança não será mera coincidência. “O ‘Escorpião e a borboleta’ trata-se de uma coletânea de crônicas e contos que abordam de maneira inteligente e bem humorada o cotidiano das pessoas e a realidade humana com nuances de emoções e muita sensibilidade. De forma irreverente o autor mexe com nosso ego e nos tira da zona de conforto frente à realidade social vivida atualmente. Particularmente amei a homenagem que ele faz a Raul Seixas. A obra de Luiz Vieira foi uma grata surpresa vinda de um escritor estreante”, ressaltou Cristiane Rezende, da Editora Scortecci.


Luiz Vieira convida toda a comunidade para comparecer e desfrutar desse grande evento literária que ficará marcado na História de Parauapebas.

Parauapebas: documentos que os suplentes de vereadores precisam apresentar para posse na Câmara

A suplente IVANA não foi convocada, devido
uma manobra do suplente ZACARIAS,
segundo fonte informa ao Blog

Documentos exigidos:

1) Diploma original emitido pela JUSTIÇA ELEITORAL;

2) Cópia completa da última declaração do Imposto de Renda

3) Declaração de próprio punho de não violação ao estabelecida no art. 54 da Constituição Federal, repetido na LEI ORGÂNICA MUNICIPAL (art. 24).

A Constituição Federal e a Lei Orgânica Municipal são claras, mas 2 vereadores afastados, que eram da base do governo, violavam essas normas. 

Pior, a suspeita é que tem mais 2, também da base aliada, ainda na Câmara, que estão violando o art. 54 da CF e o art. 24 da Lei Orgânica.

Veja os artigos:
___________________________________

Diz a Constituição Federal de 1988:

Art. 54. Os Deputados e Senadores não poderão:

I - desde a expedição do diploma:
a) firmar ou manter contrato com pessoa jurídica de direito público, autarquia, empresa pública, sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviço público, salvo quando o contrato obedecer a cláusulas uniformes;
b) aceitar ou exercer cargo, função ou emprego remunerado, inclusive os de que sejam demissíveis "ad nutum", nas entidades constantes da alínea anterior;

II - desde a posse:
a) ser proprietários, controladores ou diretores de empresa que goze de favor decorrente de contrato com pessoa jurídica de direito público, ou nela exercer função remunerada;
b) ocupar cargo ou função de que sejam demissíveis "ad nutum", nas entidades referidas no inciso I, "a";
c) patrocinar causa em que seja interessada qualquer das entidades a que se refere o inciso I, "a";
d) ser titulares de mais de um cargo ou mandato público eletivo.

____________________________________________________

Diz a Lei Orgânica Municipal:

Art. 24. É vedado ao(à) Vereador(a):

I - desde a expedição do Diploma:
a) celebrar contrato com a administração pública, salvo quando o contrato obedecer a
cláusulas uniformes;
b) aceitar ou exercer cargo em comissão do Município ou de entidade autárquica, sociedade
de economia mista, empresa pública ou concessionária.

II - desde a posse:
a) ser diretor, proprietário ou sócio de empresa beneficiada com privilégio, isenção ou favor,
em virtude de contrato com a administração pública municipal;
b) exercer outro mandato público eletivo;
c) patrocinar causas judiciais em que seja interessada a pessoa jurídica de direito público,
autarquia, sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviço público;
d) exercer cargo público efetivo.
_____________________________________________________

Secretária-Adjunta de Educação e prefeito fazem lambança com 7 de setembro em Parauapebas

Eles corrompem até data cívica, dia 07 vira dia 05


O dia 07 de setembro é feriado nacional, estabelecido na Lei n° 662/49. 

O feriado é pra população de todo o país, inclusive de PARAUAPEBAS, festejar a data cívica da INDEPENDÊNCIA DO BRASIL,  uma professora deveria saber disso, mas pelo jeito é professora padrão VALMIR DA INTEGRAL, tipo professora Ciza e professora Juliana.

Dona FRANCINEIDE, aprenda antes

7 de setembro é feriado, o Dia da Independência, a data cívica mais importante de qualquer país, aprenda a Sra. FRANCINEIDE MONTEIRO.

Os dois incompetentes, VALMIR DA INTEGRAL e a Sra. Francineide Monteiro, resolveram mudar a data do desfile da INDEPENDÊNCIA DO BRASIL, justificam que Belém e Paragominas já fazem isso. 

Os município citados pela secretária são governados pelo PSDB, eles não tem o mínimo respeito pelo BRASIL, muito menos por um Brasil independente.

Fraca e incompetente

A Sra. FRANCINEIDE MONTEIRO nem sentou na cadeira de secretária já começou a fazer lambança, mostrando fraqueza e incompetência.

Diz a secretária: “Em alguns municípios paraenses como Paragominas e na capital Belém, o Desfile ocorre em datas diferentes do feriado de 7 de Setembro. No entanto, em Parauapebas, esta é a primeira vez em que se comemora o Dia da Pátria sem ser, de fato, no feriado. Assim, como nos anos anteriores, vamos fazer um belo desfile...” (Leia aqui - www.parauapebas.pa.gov.br)

O tema é sustentabilidade


A secretária-adjunta diz que o tema é “Sustentabilidade: O Futuro do Planeta em Nossas Mãos!”


Pelo jeito, a única sustentabilidade que lhe importa é a do seu emprego, cujo futuro está nas mãos do prefeito VALMIR DA INTEGRAL.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Carajás em Pauta: 30 anos de mineração e seus reflexos na região


Parauapebas: depois de proibido judicialmente, Valmir da Integral usa recursos públicos para promover seu nome

Ele não obedece ORDEM JUDICIAL, faz o que bem entende com os recursos públicos de Parauapebas - sua permanência no cargo desmoraliza todas as instituições

Não tem cura:a improbidade é a regra,
incrível que esteja no cargo até os dias de hoje

Em outubro de 2013, o prefeito de Parauapebas, Valmir Queiroz Mariano, vulgo VALMIR DA INTEGRAL, teve uma ordem judicial em seu desfavor lhe mandando parar de vincular seu nome a qualquer ato de publicidade oficial do município.

Veja a ORDEM JUDICIAL:

Leia na ÍNTEGRA aqui

Ele mandou pintar o velho posto de saúde

Na ânsia de enganar a população de Parauapebas, ele mandou pintar o velho posto de saúde, bateu foto e mandou divulgar pela cidade.

O serviço que importa, não sai na foto, esse ele piorou e muito.

A vergonha: um governo no mínimo improbo

Enquanto isso, as pessoas que necessitam do vergonhoso e pintado velho  posto de saúde do hospital municipal esperaram horas para serem atendidas.

No velho e pintado posto de saúde falta tudo, menos promoção pessoal do prefeito municipal de Parauapebas, Valmir Queiroz Mariano, com recursos públicos.


É uma vergonha que isso ocorra e as autoridades desse município nada façam.
A simples presença de VALMIR DA INTEGRAL no cargo desmoraliza todas as instituições


Em matéria de improbidade administrativa ele é incurável

Criança sofre esperando, mas ele  faz propaganda pessoal com recursos públicos

Depois da decisão judicial ele já se vestiu de papai noel, distribuiu brinquedos com recursos públicos, gravou vídeos e áudio para todas as emissoras de TV e rádios do município, agora, até o SUS é vítima de sua desfaçatez.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Em Capanema é "nossa cidade, nossa família e nosso salário em primeiro lugar". Era, justiça barra aumento de Prefeito

Liminar anula aumento do prefeito em Capanema


São inconstitucionais reajustes de subsídios também ao vice e secretários

Em decisão interlocutória proferida no último dia 28, no âmbito de ação popular, o juiz Romulo de Souza Crasto Leite, da 1ª Vara Cível e Empresarial de Capanema, concedeu liminar suspendendo, por inconstitucionais, os efeitos dos artigos 1°, 2° e 3°, caput da lei municipal 6352/2012, que reajustava os subsídios para os cargos de prefeito, vice-prefeito e secretários municipais no quadriênio 2013/2016.

Promulgada em 10 de janeiro de 2012, a lei garantia os seguintes vencimentos para a legislatura de 2013 a 2016: R$ 20.000 (vinte mil reais) para o prefeito; R$ 13.000,00 (treze mil reais) para o vice-prefeito; e R$ 8.000,00 (oito mil reais) para os secretários municipais. 

A ação popular subscrita por Alberto Freitas Pereira argumenta a violação do controle das finanças públicas e dos princípios constitucionais para pedir a nulidade dos aumentos assegurados pela Lei Municipal n° 6325/2012, “determinando-se a cessação dos danos e a reparação do erário ante o reconhecimento, ainda, da inconstitucionalidade” da lei, pelo desrespeito aos princípios constitucionais, “em especial aos princípios do devido processo legislativo, da anterioridade da legislatura, da impessoalidade e da moralidade administrativa”. 

De acordo com a liminar, todos os réus terão de devolver os valores indevidamente recebidos, corrigidos monetariamente no período entre janeiro de 2013 a maio de 2015 no total de R$ 2.492.592,00.